Turma da Mônica Jovem: Uma viagem inesperada, de Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves


O grupo editorial Autêntica pelo selo Nemo, reuniu quatro autoras para cada uma escrever um conto de uma personagem da Turma da Mônica Jovem, são elas Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves. E  o livro trás altas aventuras em lugar diferente do bairro do Limoeiro, e assim as meninas vão viver novas experiências. A viagem inesperada de cada uma, deixa um ensinamento e é um livro que qualquer um pode ler, só temos que lembrar que o público alvo aqui são os adolescentes, então, se você não curte esse tipo de história, é melhor não se aventurar. Eu adorei o livro como um todo e mesmo sendo contos, que sempre ficamos com um gostinho de quero mais, eu não senti isso. Todos os contos tem um final que não deixa aberturas e o que tem ali é suficiente para o livro, é algo que você vai ler e não precisa de uma continuação. Além do mais, você pode ler um conto depois de ler um livro mais "pesado" ou como uma forma de passar o tempo, pois é uma leitura mais rápida, possui lindas ilustrações. Um livro que me trouxe lembranças da minha infância, eu amava ler os quadrinhos da Turma da Mônica, e saudade daquela época.

Eu só quero ser bastante feliz, acho. Quero ver as pessoas felizes à minha volta. Será que esse sonho é suficiente?
Depois de perder uma aposta com o Cebola, Mônica inscreveu-se em um sorteio de uma rádio e o sorteado ganharia uma viagem para a Coreia do Sul, a terra do K-pop e dos doramas. Acontece que para o azar ou a sorte de Mônica, ela é sorteada e terá que viajar para um lugar muito longe, com uma cultura totalmente diferente da sua e ainda ter que sair da sua zona de conforto que é o bairro do Limoeiro. Esperando a chamada para o voo, ela conhece Lelê, que é a outra garota que também ganhou o sorteio e junto com a equipe da rádio viajarão à Coreia do Sul. Então, Mônica embarca no avião em uma viagem de 26 horas até chegar em Seul. Lelê se tornará uma grande amiga de Mônica e a ajudará a descobrir e gostar desse mundo coreano.

Esse é o primeiro conto do livro, se chama Mônica em uma aventura na Coreia do Sul, escrito por Babi Dewet. Eu amei esse conto, foi o meu favorito. Essa é uma história que te dá vontade de viajar para o local onde os personagens estão, porém isso nem é preciso, pois me senti totalmente imersa na cultura coreana e dentro da viagem. Babi conseguiu escrever de forma divertida essa viagem de novos descobrimentos da Mônica, fazendo você sentir-se que também estava viajando. Escrito em primeira pessoa, temos a visão da Mônica sobre tudo que está acontecendo, logo a descrição sobre as paisagens, vão te levar a pesquisar imagens sobre o local, é uma descrição muito rica dos detalhes. Na minha opinião a Babi conseguiu tornar a viagem inesperada da Mônica em diversão e auto descobrimento.
Juro que quando desejei umas "férias especiais" não estava pedindo por isso. Não me entenda mal... Sei que devo estar parecendo uma garota mimada, ou, no mínimo, bem ingrata. Mas é que eu tinha feito outros planos, e nenhum deles envolvia uma viagem assim, do nada.
Todos os anos, Magali cria uma listinha com itens que ela deseja fazer antes de suas férias terminarem, mas seus planos de não viajar, ficar curtindo as férias e realizar os desejos da lista com o seu namorado Quim, foram por água abaixo. A tia Nena ficou doente e está internada em um hospital, os pais de Magali decidem visitar a tia e ajudá-la com o restaurante. Sem alternativas para não ir nesta viagem à Paraty, pois ela ainda não tem idade suficiente para contrariar os seus pais, Magali viaja e abandona os seus tão sonhados planos. E durante essa viagem ela vai descobrir novas amizades e que mesmo os seus planos não terem seguido conforme o planejado, ela poderá riscar alguns itens da sua lista.

Magali em um menu de surpresas, é o segundo conto do livro e foi escrito por Carol Christo. Acho que se a Magali não tivesse ficado tão emburrada pelo seu planejamento não ter dado certo, ela teria se divertido e aproveitado mais dessa viagem. No começo da história Magali está bem emburrada e só quer ficar no celular ou dormindo no quarto, depois que ela começa a se enturmar com a Carina e o Fred, que trabalham no restaurante da tia Nena, aí a história começa a ficar mais divertida e a fluir, pois só assim a Magali vai aproveitar Paraty. Também foi um conto bem divertido e esse tem bastante comida, já que é a Magali né, mesmo ela sendo fitness ela não deixa de pensar em comida.

Era engraçado pensar em como as coisas parecem tão mais intensas quando estamos em um país diferente, conhecendo tanta coisa.
Viajar para Londres e ainda aprender sobre fotografia, não era o que Marina esperava. Marina gostava mesmo era de desenhar, no entanto ela ganhou de presente dos pais, uma viagem à Inglaterra e a oportunidade de conhecer tudo sobre fotografia. Durante o curso ela descobre que precisará apresentar um trabalho fotográfico na última semana de aula e quem for o melhor da turma ganhará um prêmio, três meses de curso e uma câmera profissional. E junto com o Peter, que além de amigo torna-se o seu guia na Inglaterra, Marina vai estudar e aprender para apresentar um lindo projeto e tentar ganhar esse prêmio.

O terceiro conto do livro foi escrito pela Melina Souza, e intitula-se de Marina em Londres para leigos. Estava bem ansiosa e curiosa pra ler esse conto, pois amo e sigo a Mel há um tempo, e a história não me decepcionou. Foi tudo bem fofo e aconchegante, dá pra perceber muito da Mel na escrita e nas cenas, ela transmitiu pra Marina tudo que ela gosta. Também é uma história que faz você se sentir em Londres. Diferente da Magali, Marina aproveita bastante a viagem, conhecendo a cultura Inglesa, curtindo cada momento que se torna ainda mais especial quando se está viajando.

...Viagens multiplicam as opções e ampliam a nossa visão de mundo.

- Verdade - respondi, pensativa. Ele tinha razão. Viagens têm esse poder. Até mesmo quando você não tem nenhuma expectativa.
Após Denise deixar o celular ligado durante uma prova no colégio, ela tem como um castigo dos pais passar duas semanas na fazenda da Tia Rita na serra Catarinense. Torna-se um castigo, pois lá não tem sinal de celular e nem wi-fi, para uma garota viciada em estar conectada à internet, realmente é um castigo. Denise é recebida por Douglas e a Tia Rita, em um frio de "rachar", e assim ela vai conhecer a fazenda, que também é uma espécie de acampamento para crianças, mas que ultimamente não tem muitas inscrições, pois uma nova fazenda moderna está "roubando" todos os clientes. Até que Denise esquece que precisa ter o celular à mão direto e vai se divertir, e tentar ajudar para que a fazenda volte à ativa.

No quarto e o último conto do livro, Denise em férias na serra Catarinense, Pam Gonçalves conseguiu trazer uma história bem divertida e cheia de aventuras. Assim como o primeiro conto, esse conseguiu ganhar as cinco estrelinhas e um coração de favorito. Li muito rápido, foi uma leitura que me deixava com vontade de saber mais sobre a história. É um conto bem adolescente e que daria um ótimo filme de sessão da tarde. Tem amizade, diversão e encrencas. Acho que um ensinamento legal que esse conto trouxe, é que podemos largar a internet por um tempo e viver a vida, aprender com as pessoas que sequer utilizam ou sabem como funciona uma rede social.

Viajar é maravilhoso, mas voltar pra casa é tão bom que deveria existir uma palavra no dicionário só pra descrever esse sentimento.

FICHA TÉCNICA:
ISBN-13: 9788582864142
ISBN-10: 8582864140
Título: Turma da Mônica Jovem: Uma viagem inesperada
Autoras: Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves
Ano: 2017
Páginas: 336
Idioma: português
Editora: Nemo

Nenhum comentário