Quando Escolheram Por Mim, de Lauren Miller



Estamos constantemente sujeitos a fazer escolhas. Desde as mais simples, até aquelas não tão fáceis. Vezes acertamos, vezes erramos. E é assim que a vida funciona, já estamos acostumados com este percurso. Porém, este não é o estilo de vida que Rory Vaughn conhece e leva.

A trama se passa no ano 2032, as coisas não são nem sequer parecidas com hoje em dia. A tecnologia tomou conta por completo da vida dos indivíduos. Incluindo as escolhas feitas por estes. Parece bizarro imaginar a possibilidade de futuramente dispositivos anos luz à frente da tecnologia que conhecemos e, que esta possui um aplicativo capaz de tomar todas as decisões por um indivíduo, porém o livro traz consigo esta temática e, devo dizer que com maestria. 

Rory Vaughn é uma jovem de dezesseis anos, diferente das outras garotas de sua idade, por ter um QI notável acabou de ingressar na renomada Noveden, uma escola preparatória voltada para as melhores universidades do mundo. Ela não poderia se sentir mais realizada, finalmente sentia que as coisas estavam tomando seus devidos rumos e, que finalmente havia encontrado o seu lugar. Porém, as coisas fogem um pouco de seu controle quando conhece North, um garoto que mora na cidade próxima ao campus onde ela vive e isso desencadeia uma série de acontecimentos, que estão só por começar. 

Poderia ser um romance normal e ideal entre dois jovens. Porém, os princípios dos mesmos são tão distintos quanto água e vinho. Começando pelo fato de North ser um adorador de tecnologia antiquada e, completamente, contra o Lux - aplicativo que controla tomada de decisões -, enquanto Rory simplesmente não vai ao banheiro sem um comando do seu dispositivo. Entretanto, isso não impede que algo os aproximem, e aos poucos Rory vai entendendo os motivos que levam a ''rebeldia'' adotada por North e, consequentemente, dando espaço a sua voz interior, tão temida por todos, a Dúvida. Assim, dando voz a Dúvida, que nada mais é do que sua consciência, algo tão abominável no ano 2032, Rory passa a criticar a sua realidade e de todos a sua volta.

O desenvolvimento do livro me deixou de queixo caído, confesso que após esta leitura estou completamente admirada com a autora Lauren Miller. Foram muitos os temas abordados para a construção da história e, foram extremamente pequenos os "erros" cometidos pela mesma durante sua abordagem. Além disso, ela conseguiu, ao menos no meu caso, com uma habilidade invejável causar uma reflexão a respeito da importância que damos a tecnologia atualmente e, até que ponto isto tem sido benéfico e, que apesar de o ano descrito pelo livro ser bem além, é possível reconhecer semelhanças atualmente e se assustar com o fato.

Quando escolheram por mim, é livro repleto de drama, teorias, ação e muitas reviravoltas. Comecei este livro acreditando em x, no meio em y e ao término em z. É descoberta atrás de descoberta, mal tive tempo de me recuperar. E, devo dizer, que por ter saído da minha zona de conforto com esta leitura esperava menos, mas a autora conseguiu me prender e surpreender de uma forma inacreditável. Enfim, realmente o indico para quem deseja um livro envolvente, mas ao mesmo tempo bastante reflexivo e, capaz de despertar uma pitada de curiosidade em relação a como será o futuro da humanidade se continuarmos no caminho que estamos seguindo. 

14 comentários

  1. Adoro capas de livros com faces naturais sabe, expressões no olhar desta forma e o título é bem coerente. Acho que escolhem por nós todos os dias e no futuro será pior ainda. Imagino lendo a história e descobrindo as várias coisas como você.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom?

    Eu não conhecia essa obra, mas a premissa é interessante. Fiquei imaginando se eu, vivendo nesse mundo retratado no livro, iria preferir o aplicativo ou as tecnologias antiquadas. Até porque é o aplicativo é algo que estamos condicionados a usar por lá. Mas é legal que o Rory critique a realidade e dá voz a sua Dúvida (como assim a consciência é temida?).
    Além disso, como a autora só teve pequenos erros enquanto construía a sua história e ainda por cima traz uma reflexão sobre a tecnologia das nossas vidas. A minha infância foi recheada de brincadeiras, mas hoje vejo crianças pequenas já ganhando celulares de presente. O mundo realmente mudou, mas não sei se foi para melhor :(
    Estou ansiosa para ler esse livro e ver se concordo com você!

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari! Fiquei bem curiosa após ler a sinopse deste livro, bem diferente a história ser sobre um aplicativo que decide o que a pessoa fazer, o que é atualíssimo! Achei a premissa super diferente! A crítica é visível e nos faz pensar sobre a influência das tecnologias na nossa vida. Obrigada pela dica!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  4. Heiii, tudo bem?
    Ainda nao tive a chance de ler nada sobre o livro, e nao li nenhuma resenha a respeito, mas ao saber mais do que se trata a história, me vi bem curiosa pra saber mais sobre esse futuro!
    Adorei demais o que vc falou do livro e já quero com certeza, achei a capa bem legal tb.
    Vou ler depois.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Olá ♥
    É tão bom quando não esperamos muito de um livro e ele vem e nos surpreende né? Não conhecia o livro, mas a premissa me chamou muita atenção. Amo coisas futurísticas. O livro não está muito longe da nossa realidade se formos para para analisar bem, hoje infelizmente muitas pessoas vivem em prol da tecnologia, não saem de casa sem antes postar uma foto ou falar algo em redes sociais. Acredito que se isso continuar daqui um tempo realmente será possível esse enredo se tornar realidade. Amei suas palavras me deixou muito curiosa para fazer a leitura do livro. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marilena.
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fiquei encantada com a premissa. Os pontos positivos que você apontou me deixaram super curiosa! Acho que é o tipo de tema sobre o qual as pessoas precisam refletir!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  7. Olá Mari,
    Não conhecia nem esse título, nem a autora mas fiquei com cara de WOW quando li sua resenha. A autora parece ter desenvolvido essa trama tão bem que eu sinto que preciso ler para ontem! Achei muito interessante o livro ter várias reviravoltas, pois isso instiga o leitor a querer saber o que vai acontecer nas próximas páginas.
    Essa é, sem dúvidas, uma leitura que sinto a necessidade de fazer ainda esse ano.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Desconhecia essa obra, mas depois dessa resenha, já quero esse livro para ontem. É muito interessante esse novo mundo, além disso quero saber o que a Dúvida despertará tanto na personagem, quanto naqueles que com ela convivem. Com certeza, irei anotar a dica.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem?

    Não conhecia esse livro e depois de ler a sua resenha sinto que preciso dele pra ontem! Fiquei completamente apaixonada aaaa

    Parece ser daqueles livros apaixonantes e envolventes e ainda tem esse tema distópico! Amando, apenas. Inclusive já adicionei á minha lista no Skoob!

    Muito obrigada por essa dica, sério! <3

    Beijos!
    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Eu ainda não conhecia esse livro (acho), mas achei a premissa dele muito interessante, e por mais que eu não seja muito fã de histórias que possuem muita tecnologia, gosto bastante de histórias futurísticas. Adoro quando os autores conseguem fazer a gente achar que tal coisa vai acontecer, e quando percebemos, acontece o exato contrário. Fiquei curiosa e animada para ler.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Oi Mari, tudo bem?
    Eu nunca tinha visto esse livro antes, como assim??? A trama me pareceu ótima e eu já quero ler, adoro distopias e uma envolvendo tecnologia nesse sentido é algo que eu não li ainda (mas quero em breve!).
    Aproveito para te indicar o livro Feiso, é uma distopia que eu acho que vai te agradar.

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Achei MUITO interessante a premissa do livro. Primeiro que não é de hoje que penso na tecnologia "facilitadora" que acaba aprisionando que a gente busca incessantemente e depois que, muitas coisas que pareciam impossíveis pros meus bisavós hoje são tidas como normais. MEDO! Black mirror contribui muito pra me deixar assim refkexiva e, se vc gostou tanto do livro, deveria assistir. A pegada é essa, futurística. Bjossssss


    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  13. Amo distopias e apesar dessa parecer ter bastante romance, coisa que eu não gosto muito, a realidade criada por ele me chamou bastante atenção então irei relevar o romance e com certeza irei ler o livro, além de tudo a capa é linda, sempre acho legal capas com modelos porque ai fica mais facil imaginar a aparência da personagem.

    ResponderExcluir
  14. Oiiii,

    Adoro estes livros distópicos que nos fazem refletir. É sempre muito interessante quando a história mostra a que ponto a tenoclogia pode chegar e o quanto podemos ficar refens dela. Já anotei a dica aqui e espero poder conferir em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir