O Príncipe Corvo, de Elizabeth Hoyt


O príncipe corvo é uma das principais apostas da Editora Record no ano de 2017. Divulgado e super falado por toda comunidade literária, ganhei esse exemplar e fui ler imediatamente, apaixonada por romances de época que sou. Mas para a minha decepção, a leitura não engrenou como esperado. 

Ao descobrir que o conde de Swartingham visita um bordel para atender suas “necessidades masculinas”, Anna Wren decide satisfazer seus desejos femininos... com o conde como seu amante. Chega uma hora na vida de uma dama... Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.  Em que ela deve fazer o inimaginável... O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.  E encontrar um emprego.  Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.

Comecei a ler a obra com muitas expectativas, visto que muita gente que eu conheço e - confio na opinião - estava gostando. A história não é tão original para quem está acostumado a ler romances históricos, mas aqui temos uma particularidade, nossa protagonista é viúva e acaba se envolvendo em coisas inusitadas, como bordéis. A autora explora as questões do machismo da época, questionando o papel da mulher na sociedade e de como ela pode ser dura com quem foge dos padrões. Temos de um lado uma protagonista decidida e dona de uma personalidade marcante, do outro lado temos o bad boy sem esperanças no amor. 

A premissa deixava claro que seria um romance bem diferente quando Anna cedesse aos próprios desejos e se entregasse para o Conde no prostíbulo. No entanto, a promessa da novidade no romance de época não foi cumprida, porque eu acabei achando bobo o desenrolar do plot da protagonista fingir ser uma prostituta para ter uma noite de sexo com o protagonista. É claro que a história traz a questão inovadora de Anna não ser virgem e também por ser viúva, ou até mesmo ela se tornando secretária, uma profissão que era predominantemente masculina na época. Mas o romance inovador não foi tão inovador assim e acabou me frustrando.

A narrativa do livro foi um pouco lenta, me deixando entediada no começo, me levando a abandonar o livro, mas as cenas de sexo descritas foram muito bem feitas e os detalhes de todo o envolvimento romântico entre os protagonistas também foi um ponto alto para o Príncipe Corvo. Além disso, a autora optou por colocar no começo dos capítulos, um trecho da lenda do Corvo, dando uma maior explicação sobre o próprio título que o livro carrega.

Apesar de ter achado o desenvolvimento dos personagens bom, a história em si não me cativou e por isso não dei mais nota para a obra. Senti que não importou a autora escrever bem e conduzir bem a história, não me envolvi e isso foi o que me desmotivou durante toda a leitura, pois não conseguia engrenar e entrar dentro daquela história.

Em suma, O Príncipe Corvo é um bom livro, traz os elementos típicos de um romance de época, com muita sensualidade. É um livro que eu indico para quem curte o gênero, mas não recomendo ter as expectativas muito altas. E vocês? Já leram O Príncipe Corvo?

20 comentários

  1. Oi Anelise!

    Eu gosto muito de romances de época, e já ouvi coisas realmente muito boas sobre os livros da Elizabeth Hoyt e pretendo lê-los em algum momento, mas ainda não sei bem quando vai ser.

    É bem triste que a sua opinião não seja como as que andei lendo, o fato da história não ter te cativado e entendo totalmente o fato de ficar desmotivada com o livro por causa disso. O fato de a narrativa ser mais lenta não me incomoda tanto, gosto de livros lentos (não arrastados!) e dinâmicos então isso não serie um problema para mim. E que bom que você concorda com as outras opiniões que li sobre os personagens serem bem desenvolvidos, este seria o ponto mais negativo para mim.

    Enfim, acho que só consigo saber se vou ou não gostar depois de ler!

    Beijinhos - Jessie
    http://www.paraisoliterario.com/2017/12/resenha-como-parar-o-tempo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessie!

      Eu também normalmente não tenho problemas com a narrativa mais lenta, mas nesse caso, a história não estava me prendendo também. =(

      Excluir
  2. Olá!

    Eu sou uma super fã desse gênero, e minha estante tem como maioria os romances de época. Quando vi o lançamento desse livro, fiquei louco, não só pelo comentários positivos, mas essa capa é linda e deixa agente com amão coçando para comprar (pelo menos eu fiquei assim! kkkkk). Mas, assim como você, também me vi um tanto frustrada, coloquei muitas expectativas e no final o romance não me agradou muito. EU gostei sim, mas não foi algo que me marcou muito. Só fui começar a me entregar mais a leitura do meio para o fim, o começo foi arrastado.


    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane! eu concordo totalmente com o seu comentário. A frustração foi demais e também só fui me envolver mais do meio para o final. Começo bem arrastado mesmo. :(

      beijos e obrigada pelo comentário. ♥

      Excluir
  3. Ai, tu sabe que eu tenho vontade de ler e li outras resenhas positivas, e espero que quando tiver a oportunidade eu goste porque é decepcionante quando se torna meio monótono né? Eu adoro romances assim, mas quando tem mais ritmo

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Essa foi a primeira resenha que li desse livro e não gostaram,pois realmente foi livro em ascensão.Que pena que não atingiu suas expectativas e espero que outros possam atingir.
    bjs
    Adorei sua resenha e sinceridade.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Ah que pena! É uma droga quando a história não nos envolve o suficiente e acabamos abandonando o livro, quando retomamos, já voltamos desanimados... Eu acho essa capa maravilhosa mas depois da sua resenha, fiquei pensativa a respeito da obra, adorei a sua sinceridade.

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu acho essa capa de O Príncipe Corvo muito bonita! Eu já li o livro e gostei dos diferencias, como a protagonista viúva e com ideias não tão rígidas como algumas outras pessoas da época. Pena que não foi uma leitura como você esperava.

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Eu ouvi gente morrer de amores e gente morrer "de raiva" pela história não ter agradado, como aconteceu com você. Mesmo com suas ressalvas, é um livro que quero ler. Mas não vai ser em breve. Tenho outros romances de época na frente. hahahah

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Li muitos elogios para com o livro e acho que a sua resenha é a primeira menos empolgada que me deparo. Gosto de romances de época, mas as suas observações me deixaram incerta se este livro me agradaria porque me envolver com os personagem é fundamental para eu gostar de uma narrativa.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    É difícil não ter expectativas altas com essa capa, né? Acho essa edição TÃO maravilhosa, que quero os três pra ter na estante. Amei sua resenha, foi bem sincera, mesmo assim quero conferir esse romance pra ver qual é a desse conde, rs.

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Não vejo a hora de ler essa série. Amo romance de época e uma amiga me indicou essa trilogia.
    Espero me encantar com os personagens e a escrita da Elizabeth Hoyt.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Não li esse livro ainda, mas estou com ele em ebook só aguardando o momento certo. É uma enxurrada de comentários positivos sobre esse livro na net, e gostei de saber que para você não foi tão legal assim, pois me ajuda a controlar as expectativas e não me decepcionar (tanto). Espero lê-lo logo é que seja uma boa leitura.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    nossa que chato. No meu ponto de vista uma boa narrativa, personagens carismático e uma história envolvente são fundamentais para que possamos fazer uma boa leitura. Eu li esse livro a algum tempo atrás e amei completamente, felizmente não tive problemas em me ligar a história e nem com o ritmo da narrativa, inclusive emprestei ele pra minha mãe e depois dele nenhum livro pra ela é tão bom hahaha ela só vive pra dizer este é bom, mas o príncipe corvo é melhor.... Mas é como dizem, cada pessoa possui seus gostos próprios, então é impossível todo mundo gostar da mesma coisa.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  13. Olá!!!

    Vou confessar...não li muito a sua resenha, mas tenho um porque, estou com esse livro em casa para próxima leitura, e não gosto de ler muito sobre o livro pq me dá expectativa e me tira a curiosidade!! Eu simplesmente amo essa capa e dos outros livros tbm!!!Espero que o livro não me entendie!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Sendo sincera foi um livro mediano, porém não deixou de ser uma leitura divertida. Talvez por ir com expectativa baixa eu pude aproveitar melhor a história e sendo bem sincera eu aproveitei.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  15. Olá!

    Confesso que sua opinião diverge da minha, mas nem por isso deixei de apreciar sua resenha. É engraçado essa questão de gosto literário, não é? Uns gostam, outros não, acho isso sensacional. Eu amei o livro, como uma boa amante de romance de época, é claro. Em alguns momentos eu notei mesmo essa lentidão na narrativa, mas eu estava tão envolvida com a trama e os personagens, que nem me importei muito. Enfim, amei a resenha!

    Ingrid Cristina
    Blog Catarse Literária

    ResponderExcluir
  16. Oi. Tudo bem?
    Eu achei a capa muito bonita, isso chamou a minha atenção. Eu gosto de livro de época, por isso fiquei animado. Mas perdi um pouco o interesse ao saber que você não achou tão bom quando achava que seria. Eu achei a história interessante
    Quando tiver oportunidade, eu vou tentar ler. No entanto, vou com menos expectativa para não me desapontar. Gostei da resenha e da dica.
    Abraço 😀

    ResponderExcluir
  17. Oii!!
    Já tinha visto esse livro em fotos, mas é a primeira resenha que leio sobre ele. Uma pena que você não tenha conseguido se envolver tanto na história, é tão ruim quando isso acontece. Vou levar suas ressalvas em consideração se eu ler o livro mais para frente. Não gosto de narrativas lentas, então esse livro já não me agrada tanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Ane,
    Recebi esse livro de presente de uma amiga e estou bem curiosa para ler, confesso que sua resenha me desanimou um pouco, pois eu imaginava tudo menos que esse livro era lento. Entretanto, eu gostei muito da sua resenha e é uma leitura eu eu acho que faria, sem dúvidas.
    Beijos

    ResponderExcluir