#22 Amy & Matthew, Cammie McGovern

ISBN-13: 9788501070180
ISBN-10: 8501070181
Autora: Cammie Mcgovern
Ano: 2015
Páginas: 336
Idioma: português 
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto e Romance
Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.
Classificação: 3/5

Talvez eu tenha ido com muita sede ao pote ao ler esse livro, porque as pessoas comparavam com Eleanor & Park. Mas acabei me decepcionando e a leitura não foi muito agradável e vou explicar-lhes os meus motivos e minhas considerações.

Amy é uma menina portadora de necessidades especiais, então desde pequena sua mãe, Nicole, protegeu a filha de forma excessiva. Matthew é um menino que possui TOC, transtorno obsessivo compulsivo e estuda na mesma escola que Amy. Como Amy é considerada diferente de todos os outros alunos, ela não consegue se encaixar, por não falar sozinha e precisar de um computador para emitir sua voz, ela não é exatamente a garota perfeita do colegial e não possui amigos. Mas Amy precisa de cuidado, então sua mãe contrata alguns colegas da escola para cuidarem dela e um deles é Matthew. Os dois jovens trocam e-mails e vão desenvolvendo um romance e algo mais íntimo durante toda a história.

Vamos por parte: eu achei interessante a premissa do livro, porque ele nos traz personagens diferentes do que estamos acostumados com o jovem adulto contemporâneo. Temos uma protagonista que é portadora de necessidades especiais e seu par romântico que tem TOC. é óbvio que eu fiquei interessada nesta história. Sempre me falaram que essa história era parecida com Eleanor & Park, um livro que eu gostei bastante, então mais um ponto para Amy & Matthew. A capa é bonita também: mais um ponto. Mas por que eu me decepcionei tanto?
"Durante a maior parte de sua vida escolar, Amy sentira-se um pouco como a Rapunzel, trancada na torre projetada por seu andador enquanto ela seguia pelos corredores. Em onze anos, ninguém jamais surgira em sua janela ou pedira que ela jogasse as tranças. Ninguém tentará ser seu amigo." Pág. 28- Capítulo III
Não gostei do estilo de narrativa da autora. Acho que ela não soube conduzir a história e desmembrar e explorar tudo o que ela podia. Faltou informação, faltou carisma e faltou narração em primeira pessoa. Seria tão incrível se a autora tivesse explorado a narrativa de forma que a história fosse contada pela protagonista. Poxa vida, uma protagonista com necessidades especiais narrando seria o máximo. A gente entenderia seus sentimentos, suas vontades, as coisas do seu mundo. Entenderíamos mais sobre sua doença e aprenderíamos. Não que a narração em terceira pessoa tenha sido ruim, mas não colou. 

A autora não soube como administrar uma protagonista diferente. Faltou informação e desenvolvimento. Matthew tem uma personalidade legal, mas Amy? Não consegui me cativar com ela, ela só sabe reclamar e reclamar e reclamar. Fora que a história é toda cheia daquele drama adolescente sessão da tarde em que a protagonista se apaixona pelo mocinho, mas esconde porque tem medo. Simplesmente ficou enfadonho ler do meio para frente. As decisões, os rumos foram todos meia boca.

A história não é original e não acredito que a autora tenha feito um trabalho muito diferente de milhares de livros do gênero que possuem. Ela tinha uma obra prima nas mãos, uma ideia brilhante, mas por preguiça ou falta de capacidade, não entregou algo intenso e bonito, mas sim algo meia boca.

Não quero que ninguém leve isso para o lado pessoal. Até porque cada um tem sua bagagem emocional e literária, então cada um tem sua experiência com o livro. No entanto, Amy & Matthew foi decepcionante e desgastante. E, de acordo com a minha bagagem e experiência, não recomendo. 


24 comentários

  1. Olá! Já li outras resenhas que as pessoas comparavam com a história de Eleanor e Park, e que no fim de sentiram decepcionadas. Não estou a fim de ler esse livro, embora eu ache a capa bem fofinha. O que mais me interessou foi o personagem com toc, pois tenho vários amigos que adorariam conhecê-lo, certeza.
    beijokas

    ResponderExcluir
  2. Oi Anelise
    Eu até que gostei desse livro quando o li, mas não tive muitas expectativas, e acho que é por isso mesmo que a leitura se tornou mais descontraída. É um gênero que já vem sendo bastante explorado, por isso não esperei muito além do que foi proposto na sinopse. Que pena que a leitura não fluiu para você, e é por isso que desejo boa sorte nas próximas leituras que você for escolher.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi Anelise, acho essa capa muito parecida com Eleanor & Park e confesso que fiquei com vontade de ler por causa disso, mas lendo a sua opinião sobre o livro, vou passar a dica. É muito chato quando percebemos que o autor não se esforçou o suficiente para desenvolver uma abordagem original. Essa falta de informação que você menciona é triste porque um dos objetivos em uma leitura, é o da informação. Valeu pela opinião sincera.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Esse é um livro que eu quero ler desde o lançamento, mas estou tentando baixar minhas expectativas antes de fazê-lo, pois vi que muita gente (assim como você) acabou se decepcionando por conta das expectativas altas. Parece ser um livro legal, o tema é mesmo interessante, mas é uma pena que a narrativa da autora tenha estragado a leitura :/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Ane, tudo bem?
    Nossa parece que você leu minha mente em relação a esse livro!
    Assim que ele foi lançado eu fiquei apaixonada pela capa e pela premissa da história e que decepção foi essa leitura.
    A história no começo até estava me agradando, mas do nada foi ficando totalmente sem noção.
    As atitudes da Amy me irritaram profundamente, eu odiei a personagem e mesmo entendendo que ela tinha uma grande deficiência, não consegui suportar o fato de ela reclamar constantemente e também as atitudes ridículas que ela teve.
    Achei os personagens bem mal desenvolvidas e a história bem fraquinha.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  6. Passada!
    Primeiro tenho que dizer que a capa desse livo é maravilhosa.
    Comecei esse livro e parei devido a leituras de parcerias, mas até então estava gostando
    Depois de ler suas impressões tive certeza que preciso voltar a ler e ver o que sentirei.
    Parabéns pela sinceridade na resenha.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Oi Ane

    É pessímo quando estamos doida para ler um livro e ele se torna uma decepção, se a narrativa não flui a leitura já estava fadada em não te agradar. A capa é muito bonita mesmo e parece bastante com Eleano & Parker. A premissa do livro não me agradou então creio que não leria.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Faz algum tempo que quero ler esse livro, e sua resenha me fez pensar se devo ler mesmo. Claro que cada um forma sua opinião somente ao ler, mas acredito que você só não gostou porque tá acostumada com esse gênero, e eu também. Embora clichês podem nos surpreender, a autora tem que saber construir e como ela não o fez bem, "não dá pra defender". Acho que é o tipo de leitura que se deve ler sem esperar muita coisa e quando você não lê muito do tema.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  9. Oiii :D

    Com certeza se fosse pela sinopse eu ja estria sedento para devorar essa estoria,mas olhando pelo seu ponto de vista a autora deveria ter aproveitado mais a narrativa da Amy ,de uma certa forma daria mais empolgação e talvez prenderia mais nós leitores,igual ao meu ultimo livro lido "A Seleção da kiera Cass" ela soube usar muito bem as narrativas em cada momento certo,tanto que o li em 1 dia apenas,mas fiarei de olho em Amy e Matthew. Parabéns pelo post Anne
    bjo bjo

    http://rillismo.blogspot.com.br/p/resenhas.html

    ResponderExcluir
  10. Olá Anelise,
    Que pena que o livro tenha sido assim pra você. Concordo, a autora tinha muito em mãos e, aparentemente, não soube trabalhar direito com isso. Personagens que reclamam demais e não são cativantes é terrível. Consigo imaginar porque de a leitura ter se tornado enfadonha pra você e, sinceramente? Desanimei demais com esse livro, sério. Tinha uma ideia completamente diferente dele.
    Termino de ler sua resenha e fazer meu comentário sem saber, ao certo, se leria ou não o livro.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Anelise, que pena que a autora não cumpriu o que você esperava. Eu sempre ouvi falar muito bem desse livro e a trama sempre chamou minha atenção, eu gosto muito desse tipo de história que emocionam, e no meu ver ele tinha tudo para dar certo. Ainda quero dar uma chance para ele e ver o que eu acho.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  12. Oi, flor.
    Que pena que o livro te decepcionou, mas confesso que não temo desgostar dele. Não sei, quando notei que você não gostou muito por causa da narrativa da autora, percebi que isso pode não acontecer comigo. :) Quem sabe a narrativa funcione comigo? Mesmo assim, confesso que temo a falta de profundidade que você sentiu... Sei que não foi essa palavra que usou, mas quando diz que faltou carisma e melhor desenvolvimento do potencial da história, tive tal impressão.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ai Anne, te entendo perfeitamente. Terminei Eleanor & Park ontem e foi uma experiência tão incrível que se eu fosse ler um livro assim eu ficaria em uma decepção gigante. Por mais que Eleanor sofresse com aquele maldito padrasto, mesmo assim ele tinha seu jeito doce e suas descobertas com Park e acho que a autora ajudou muito nisto. Ainda bem que li esta resenha hoje! Obrigada!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  14. Olá.

    Logo que lançou esse livro, eu fiquei muito ansiosa, visto que a capa me chamou muito atenção. Mas depois de um tempo, eu li algumas resenhas que apontaram os mesmos pontos que você, dai você já sabe, né? Brochei legal. Agora lendo sua resenha, vendo que a leitura foi decepcionante pra ti, não quero nem passar perto desse livro, já que tem muitos livros bons para serem lidos. Amei sua sinceridade.
    Beijos!
    www.anebee.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi Ane, tudo bem? Que pena você não ter curtido o livro :P Mas é bem isso mesmo que você falou, cada um tem suas próprias experiências.
    Eu ainda pretendo ler esse livro, assim como quero ler Eleonor. Não se se vou gostar de ambos, de um ou de nenhum, mas acho bacana conhecer para tirar as conclusões :)
    Mas sabe que eu acho até as capas parecidas?
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie. Que pena que você não gostou do livro. Eu nunca li e sinceramente não tenho vontade justamente porque tinha essa impressão de que seria uma história como muitas, e quando você fala que a Amy só reclama já perco mais vontade ainda. A única curiosidade que me desperta é a respeito de como eles lidaram com a necessidade especial da Amy, eu sou deficiente visual e me irrito na maioria das vezes em como eles tratam a cegueira, então sempre gosto de ver como trataram deficientes. Adorei a resenha, ainda mais por ser tão sincera.

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Sempre quis ler Eleonor e Park, mas ainda não tive essa oportunidade, mas so ouvir coisas boas e achei a capa linda. Ainda não conhecia o livro Amy e Mathew, mas pela capa eu compraria sem nem pensar. O enredo parece ser muito interessante e bem diferente. Mas saber que a autora não soube explorar, é realmente decepcionante. Talvez eu ainda me arrisque na leitura para tirar minhas próprias conclusões,mas vou pensar. Como sempre sua resenha esta ótima.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  18. Olá, acho a premissa da obra super interessante especialmente pela escolha dos protagonistas, uma pena que pela sua resenha ela pareça não ter sido explorada como merecia. É um livro que não tenho muita vontade de ler, talvez por causa da capa, que não me encanta muito. Queria dar uma sugestão: o espaçamento entre uma linha e outra no copro da resenha está muito pequeno, uma letra está quase grudada na de cima, o que torna fácil se perder durante a leitura, se tiver como aumentar esse espaçamento.

    ResponderExcluir
  19. Na época do lançamento eu tinha adorado a premissa e capa do livro, mas sabe quando você não vê ninguém lendo o livro nem resenhando e quase esquece da existência do livro? Eu não gostei tando de Eleanor & Park, mas um livro do tipo perde muito sendo narrado em terceira, por perder os pensamentos dos personagens e a forma como encaram a vida, e pena que não foi apenas isso que não te convenceu.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oiie Anelise, tudo bem?

    Eu não conhecia o enrendo que o livro iria trazer, apesar de já ter visto a capa pelas redes sociais. Sabe, eu gostei do enrendo em sim, pelo fato de ser de superação de pessoas com deficiências, apesar de a leitura ter sido arrastada para você, eu quero ler muito esse livro e espero que logo.

    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Oii!

    Já vi diversas resenhas para essa obra e todas muito positivas.
    Realmente muita gente comparou com Eleaonor & Park que eu ainda não li.
    Gostei da sua sinceridade e achei uma pena a autora não ter conseguindo te conquistado com a escita dela.
    Eu gosto de livros narrados em terceira pessoa mas acredito que nesse caso,é melhor ser em primeira como em extraoridnário.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Não li Eleanor & Park, e li esse livro assim que foi lançado, então não tinha nenhuma expectativa e acabei gostando muito! Só tive dois problemas com o livro: o final não foi o que eu queria (mas não sou eu que escolho isso... rs....) e fiquei agoniada por usarem caixa alta para sinalizar que eram as falas da Amy através do aparelho. Fora isso, não tive problemas com a escrita da autora e gostei da protagonista. Mas cada um tem suas impressões mesmo, dependendo de sua bagagem, como você mesma disse.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  23. Olá!! :)

    Que pena... É muito mau quando nos desiludimos com um livro!! :)

    Nunca li nem este livro nem Eleanor e park! Que mau que a autora nao tenha tido "mãos".. A história não foi original! E a personagem nao te ter cativado e ainda nao ser bem desenvolvida!! :( :(

    Nao vou ler, entao, com certeza! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  24. Eu tinha muita vontade de ler esse livro, pois a premissa é muito boa. Mas lendo a sua resenha, acho que vou pensar duas vezes. Das críticas que você fez ao livro, uma que me incomodou muito foi a falta de informação e desenvolvimento sobre a personagem. Creio que quando um autor quer abordar temas do alcance desse, necessidades especiais, ele deve fazer uma profunda pesquisa sobre o assunto, pois qualquer superficialidade advinda dessa falta de informação, poderá tornar o texto desprovido de verdade. A capa do livro é mesmo muito bonita. Adorei a sua resenha, achei-a muito sincera.

    Tatiana

    ResponderExcluir