Nunca me esquecerei daquela fria tarde de inverno, que passamos nossas suadas horas vagas, embaixo dos nossos edredons, assistindo a um filme estúpido que passava na TV. O que mais me lembro daquela tarde, era de como seu coração batia rápido e de como suas mãos suavam friamente, enquanto seus dedos longos tamborilavam meus braços. Eu sentia que alguma coisa poderia acontecer, todavia, eu não podia premeditar como sempre fazia. Não conseguia lê-lo, não conseguia nem se quer descobrir pistas em seus olhos. Uma certa sensação de pânico tomou conta das minhas veias, mas logo você tratou de apertar meus braços e me aninhar novamente em seu abraço. Aquela tarde fria, representava muito mais do que eu poderia imaginar. Era nosso dia frio de inverno. Todos os outros dias eram só dias de inverno, não eram nossos. Rimos de uma piada sem graça que ouvimos na TV, mas nossas mentes estavam tão alheias àquilo, que nem sequer sabíamos do que estávamos rindo. O tempo tem dessas né? Nos envolver e nos atropelar em questões de segundos. Eu ainda sentia seus dedos trêmulos e gélidos, eu ainda sentia seu coração palpitar de uma forma tão intensa, quanto aquele nosso primeiro beijo. Eu deveria perguntar-lhe, mas quem sou? O silêncio sempre tratou de responder nossas perguntas. O silêncio sempre foi nosso amigo, eu não poderia trai-lo agora. Mas eu precisava. Em um sussurro, te perguntei que horas eram, você me respondeu que era hora de eu ser sua para sempre. Mas não mundo humano comum, mas no nosso mundo. O mundo que criamos. Assenti na hora, porque do nosso mundo, a gente é que sabe. Eu havia ouvido em um filme brasileiro, que a gente é o que a gente sente. Então eu fui pega em flagrante por seus olhos espertos, e, naquele momento, você soube a resposta para a sua pergunta. Essa resposta eu sempre soube. 

18 Comentários

  1. Bem, nem precisaria comentar, porque já sabe que eu adoro te ler, e sou grato por poder visitar um pouco do seu mundo. Mas, para não passar em branco, reitero que seus textos e seus sentimentos são perfeitos. Como sempre, né.

    ResponderExcluir
  2. Amiga faz um tempo que não passo aqui né?
    Eu passo até desculpas por isso, porque andei sumida de vários blogs que adoro.
    E o seu não é diferente, porque amo seus textos e sinceramente adorei esse.
    Eu me lembrei um pouco do meu relacionamento que tá indo pro saco (risos)
    Mas mesmo assim espero que continue tendo essa inspiração maravilhosa que tem, porque você além de escrever muito bem, se expressa de uma maneira maravilhosa. Continue sempre assim viu?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-navegue-lagrima_2.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Sil, a vida tem sido uma correria né? Muito obrigada pelas palavras, ter esse feedback positivo me da muitas forças (acredite) pra seguir em frente. Obrigada novamente. <3

      Excluir
  3. Achei esse texto tão lindo <3 Você escreve de maneira bem profunda, e é isso que eu gosto nos seus textos. Acho que ainda não comentei, mas o blog está bem bonito com esse layout.

    http://www.thaisnacidade.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Adorei o seu texto. Você escreve super bem. Agora não estou apaixonada por ninguém, porque eu sempre acabo me machucando demais. Acho que estou curando um coração partido ainda. HAHAHAHAHAH Paciência né? Adorei o que você escreveu, continue inspirada!!!

    Beijos
    www.estantedarob.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Roberta! Eu também não estou apaixonada no momento, apesar do texto aparentar seu o contrário, haha, mas nunca é tarde pra expor os sentimentos (sejam quais forem). Obrigada novamente. Beijos!

      Excluir
  5. Oi tudo bem?
    Eu tambem gosto muito dos seu textos, parabens.
    Eu estou me curando de um paixão ainda, rs, e realmente esse texto aparenta e muito que tu ta apaixonada.
    http://literaturaparaosaber.blogspot.com
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Vinicius! Haha pois é, mas não estou. :(

      Excluir
  6. Anne que arraso MDS Menina você tem que escrever um livro de poemas ou poesias e quem sabe um livro com uma história romântica mesmo?
    Eu leria com certeza, Você escreve MUITO BEM.
    Sério, estou apaixonada pela intensidade de cada palavra de como consegui visualiza a cena perfeitamente. Amei.
    Beijos

    Coleções Literárias
    Participe do Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHHA que exagero. Ainda sou muito imatura linguisticamente para escrever um livro, mas sim, está entre os meus projetos futuros. Muito obrigada pelas palavras. :)

      Excluir
  7. Olá, tudo bem ?
    Adorei o texto ficou muito bem escrito e cheio de sentimentos, parabéns !!
    Porque não faz um livro de contos ??
    Ficaria muito bom ?!
    Você tem talento.
    Mil beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah obrigada! Quem sabe um dia eu faça... Heheh

      Excluir
  8. Olá Anne! Tudo bem?

    Uau. Eu amei seu texto!
    Você conseguiu me transportar pra essa cena. Conseguir sentir tudo que descreveu como se eu estivesse vivendo isso.

    Você tem muito talento!

    Amei a forma como escreve e quero muito ler mais textos seus!

    Vi nos comentários que o povo já te deu essa dica, mas, preciso dizer também: por que não escreve um livro? Eu com certeza leria.

    Beijos e muito sucesso!
    www.dreamsandbooks.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Lo! Fico muito feliz quando as pessoas conseguem captar e entrar no que escrevi. Como disse acima, quem sabe um dia eu consiga ter meu próprio livro, não é? Ainda tenho muito o que amadurecer, mas acho que pode ser algo a se pensar. Muito obrigada. <3

      Excluir