Direção: David Foenkinos, Stéphane Foenkinos
Gênero: Romance, Comédia
País: França
Ano: 2011

Sinopse: Nathalie (Audrey Tautou) é jovem, bonita, tem um casamento perfeito e leva uma vida tranquila, com tudo no lugar. Contudo, quando seu marido vem a falecer após uma acidente, seu mundo vira de cabeça para baixo. Para superar os momentos tristes, ela decide focar no trabalho e deixa de lado seus sentimentos. Até o dia em que ela, sem mais nem menos, tasca um beijo em Markus (François Damiens), seu colega de trabalho e os dois acabam embarcando numa jornada emocional não programada, revelando uma série de questões até então despercebida por ambos, o que os leva a fugir para redescobrir o prazer de viver e entender melhor esse amor recem-descoberto.

"A Delicadeza do Amor" é um filme extremamente delicado (como o próprio título sugere), leve e lindo! Ele se enquadra nos filmes que não precisamos ter realmente vivenciado certos acontecimentos mas que nos identificamos muito. A personagem principal, Nathalie (interpretada por Audrey Tautou) consegue expressar seus sentimentos além da tela. Amamos com Nathalie, sofremos com Nathalia, e reencontramos o amor com Nathalie.
Uma das coisas que mais gostei no filme foi o modo como os cortes foram feitos. Os tempos "mortos" não eram necessários então eles simplesmente foram eliminados. E isso se passa em questões de anos, temos Nathalie recém viúva e logo depois já se passaram três anos da morte de seu marido. E é aí que a história começa, em que acompanhamos ela reconhecendo o amor, mesmo sem perceber ele floresce dentro dela de uma forma imaginável e por alguém imaginável que surpreende o próprio espectador.
 Não pretendo falar muito sobre o filme em si, porque quebraria toda a magia da obra. O que eu realmente gostaria de frisar é o quão lindo ele é. Como te faz sentir mais leve e entender que tudo o que acontece conosco é uma questão de tempo, que os sentimentos não aparecem do nada, eles são como rosas, que florescem lentamente, nos permitindo apreciar sua beleza vagarosamente, etapa por etapa.

Enfim, espero que tenham se interessado pela "A Delicadeza do Amor" e que sintam o quão belo ele é.

Até mais, Helo.

8 Comentários

  1. Oii flor!
    Não assisto muitos filmes de romances porque me dão sono haha, o filme parece ser lindo como falou, a capa do filme é tão encantador hehe
    Beijos
    www.doceliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas esse não é de dar sono! É muito lindo mesmo :) dá para aprender muita coisa!
      Beijos, Helo.

      Excluir
  2. Adoro quando o titulo de uma obra tem a ver com uma obra em si! Como neste, que "a delicadeza" tem realmente a ver. Adoro filmes românticos super leves e preciso assistir este. Gostei da sua decisão de não falar muito sobre o filme em si para que não perca a essência da história.
    Beijão!
    http://www.entreleitores.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super recomendo, Jessica! Você terá uma surpresa ;)
      Beijos, Helo.

      Excluir
  3. Já passei direto por esse filme inúmeras vezes na Netflix, mas depois de ler sua resenha acabei me interessando. Também queria ver O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, outro filme da Audrey. Ambos parecem ser ótimos!

    http://www.thaisnacidade.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaís! Assista os dois!! Ambos são lindos haha <3
      Beijos, Helo.

      Excluir
  4. Eu não conhecia o livro, acho que nem nunca tinha ouvido falar, mas eu adorei o post e coloquei na minha lista.
    Quero muito assisti.
    Adorei a dica.
    bjs

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse filme
    Mas a proposta parece ser bem interessante
    Gosto muito de filmes com uma bela mensagem e já vou colocar esse na minha lista

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir