Where is minha alma gêmea?

20 anos, solteira, viciada em filmes, livros e séries. Odeia baladas, odeia socialização desnecessária, odeia conhecer pessoas irrelevantes, é seletiva demais, precisa ficar sozinha boa parte do dia se não se sente fadigada e cansada. Tem crises existenciais e não sabe o que fazer da vida. Prazer, eu.

Eu nunca namorei sério, de apresentar o rapaz para os meus pais, frequentar a casa dele, leva-lo para conhecer meus parentes. Eu nunca me interessei por isso e acredito que a falta da ''pessoa certa'' é o motivo. Como citei a cima, eu não tenho vontade de conhecer e sair com pessoas que não acrescentarão em na na minha vida. Eu quero pessoas que me mostrem coisas diferentes, caminhos, músicas, filmes, livros, pensamentos, reflexões. Quero pessoas que me ajudam a ser melhor a cada dia que passa, que tomem café comigo enquanto debatemos sobre a redução da maioridade penal, rs, quero pessoas inteiras. Não quero amar pela metade, não quero sair pegando todos (eu não julgo não! quem gosta de sair e beijar muito tá mais que certo), não quero ficar bêbada sem propósito, não quero ouvir sobre BBB, não quero ouvir música ruim. Eu sei, sou exigente, mas acho que é mais uma proteção para meu coração e minha mente exausta.

Às vezes, eu paro pra pensar em como eu nunca amei ninguém. Conto para minha mãe minhas reflexões sobre o assunto, e ela me diz que não encontrei minha tampa da panela. Não encontrei minha alma gêmea e por isso me sinto assim. Eu nunca fui do tipo de mulher que precisa de um relacionamento para ser feliz. Eu sei me curtir, sei aproveitar a minha companhia (mesmo que às vezes eu queira sumir comigo mesma), sei que ter alguém do meu lado não é prova de estar preenchida, mas porra, como é bom ter alguém do lado.

Vejo casais completando seus cinquenta anos de casados e tenho a terrível sensação de que nunca conseguirei esse feito? Bem, claro que eu sou nova demais para pensar em bodas de ouro, mas a sensação é essa. É como se eu fosse virar o clichê da louca com gatos aos quarenta. Eu sei que tenho essa pressa interna para encontrar minha ''alma gêmea'' e sei que infelizmente o tempo me ajudará a encontra-la, mas o meu ceticismo anula toda essa intuição e eu me sinto perdida. Pressa nunca é solução para nada. Como disse, eu quero pessoas inteiras. Não quero nada pela metade e muito menos mendigar amor. Também sei, que essa minha seletividade me esquivou de conhecer muitas pessoas. Pessoas essas, que a princípio não eram interessantes para mim, mas que ao longo do tempo, eu consegui enxergar coisas que eu gosto. Nunca achei que ia ser otária, fui otária. 

Eu sei que você deve estar pensando ''nossa que babaca egocentrista'', é, até certo ponto sou egocentrista, mas nada muito cabuloso, afinal sou INFJ. No entanto, eu acho que tenho o direito de ter essa seletividade e querer pessoas assim por perto. Eu acho que já senti demais em outras áreas da minha vida (ei, se você acompanha meu blog, sabe do que estou falando!), então eu sempre espero não sair tão machucada do setor amoroso. Esses trocinhos delicados chamados coração/sentimentos são difíceis de manterem saudáveis. Preciso tomar a medicação e reduzir a taxa de paixonites para não deixa-los morrer.

Então eu sei que posso encontrar a qualquer momento alguém para a minha vida toda, mas é sexta feira à noite, e nessas horas eu me sinto mais propícia a me sentir assim... Meio solitária. E vocês?! Já encontraram (ou acham que já) sua alma gêmea? Conte pra mim!

Beijos!


15 comentários

  1. Ahh que lindo! Tão simples, mas que me descreveu tão bem, juro que sou eu em cada palavra. Acho que sim, já gostei de alguém daquele jeito é quase como se fosse maior que nós, porém nada nunca me preencher totalmente, não tenho paciência pra pessoas comuns demais, e nunca consigo sentir interesse em ninguém, e também não quero nenhum relacionamento convencional demais. Nunca namorei, e tão pouco senti vontade, pelo menos não com alguém em especial. Mas, como você disse, as vezes, em dias como esse, faz falta uma companhia, alguém que goste tanto de você ao ponto de te fazer se sentir bem e amada. Tem um tempo certo pra tudo, inclusive pra encontrar a pessoa certa, e melhor ainda, pois não precisamos perder tempo com as erradas. Beijos
    Desfocando Ideias

    ResponderExcluir
  2. Oi Anne, nossa amei o seu texto, ele mexeu muito comigo. Até porque todos estamos a procura da nossa alma gêmea, eu já me deparei com tantas pedras no meu caminho em relação a isso, já quebrei a cara diversas vezes e to aqui ainda a espera kkkk. Sempre digo que amores são complicados, para um casal ser feliz e tudo, além do amor, precisa muito de companheirismo e ter algo em comum, porque assim como você, eu também prefiro ficar no meu canto, lendo um livro e descansando. Um dia achamos nossas almas gêmeas :D

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  3. Suas almas gêmeas estão por aí. Elizabeth Gilbert descreveu em “Comer, Rezar, amar” que a verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que chama a atenção para você mesmo, e provavelmente seria a pessoa mais importante que você irá conhecer, porque elas derrubam suas paredes e te acordam com um tapa, mas que viver com uma alma gêmea doeria demais, porque elas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora. Todos nós encontramos muitas almas gêmeas nessa caminhada pela estrada da vida – e elas nos ensinam tanto! –, e eu sei, Anne, que cada um consegue reconhecer e enxergar as almas gêmeas das nossas vidas, porque elas são espelhos, e enxergamos nossa face mais profunda nelas. Também me lembro que Nietzsche concluiu que só existia uma única pergunta a se fazer quando desejamos ficar com alguém: "Terei o prazer de continuar conversando com essa pessoa por mais que o tempo passe?". Então você e Nietzsche me trouxeram uma nova dimensão sobre tomar café e falar sobre livros novos. E também, mesmo em meio ao meu ceticismo sobre a vida após a morte, seus sentimentos me fazem desejar voltar a este mundo outras vezes e reencontrar as almas gêmeas que vi nesta vida e ter a chance de continuar a ter o prazer de conversar com elas sobre tudo por mais que o tempo passe, e, para as que não tive o prazer de dividir mais que livros e um papo sobre política, ter a chance de ir além.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Vitor! Seus comentários sempre inspiradores para mim. Sempre sabendo o que dizer. Obrigada pelo comentário. :)

      Excluir
    2. Oops, a figurinha não saiu no comentário. Eu apenas queria escrever isso :)

      Excluir
  4. Olha eu tenho que confessar que já tive vários namorados.
    Já passei por diversos sofrimentos após terminar um relacionamento
    e estou passando pelo o mesmo problema agora após quase 9 anos de namoro acredita?
    Pois bem, eu desanimei. As coisas ficaram meia sem sal na minha opinião e eu achava que ele era O CENTRO DO MEU UNIVERSO, porque pra mim ele era MARAVILHOSO de todas as maneiras, mas o tempo vai passando, as pessoas vão mudando e te decepcionando. Eu não sei se acredito em alma gêmea sabe? Eu acho dificil. Mas as vezes é bom ficar SÓ DO QUE MAL ACOMPANHADA viu? Isso é FATO! Mas um conselho, nunca se desespere para encontrar alguém, porque pode ter certeza que a pessoa um dia aparece pra vc e ai sim, vc vai saber que ela é a pessoa certa pra sua vida. Todas as mulheres sonham com isso, mas as vezes não é o momento, mesmo que vc nunca tenha namorado e tudo mais. Mas é sempre bom a gente ficar aberta as oportunidades para conhecer pessoas novas e se divertir e curtir a vida da melhor maneira possivel.

    Apesar de ficar com pena dos quase 9 anos de namoro que tenho, eu tenho que cuidar de mim...eu tenho que me valorizar primeiro. Mesmo gostando dele, mesmo sabendo que ele me ajuda com algumas coisas no meu blog, mas não posso ficar dependendo dele por causa dessas coisas, acho que cada um tem um problema em um relacionamento ou vai a passar a ter, mas o pior de tudo é ter que fazer AS ESCOLHAS. É dificil? É...claro, a vida não é façil pra ngm ué. Mas a gente tem que enfrentar de alguma maneira e eu como já sofri mto por causa de namoro, meia que já me acostumei. Com o tempo a gente vai aprendendo as coisas.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resenha-delirio.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana! Eu imagino o que você está passando e concordo plenamente quando você diz que precisa cuidar de você e se valorizar antes de valorizar alguém. Eu sou assim e é por isso que estou solteira. Eu busco o melhor para mim, porque eu mereço o melhor. Eu sei me curtir, sei me amar (mesmo com tantos problemas), sei apreciar minha companhia e por isso não tenho tanta pressa de encontrar alguém. Claro que eu quero sim encontrar minha ''alma gêmea'', porque acredito que elas existem sim, não no sentido místico do termo, mas no caso da pessoa ao seu lado. Pra mim, alma gêmea é aquela pessoa com quem você compartilha seus maiores medos, seus maiores sonhos e ela não te julga por isso. Acredito que é com ela que eu devo compartilhar meu amor, minha felicidade, minhas angústias e ela fazer o mesmo comigo. Alma gêmea é amor, lealdade, carinho, companheirismo e isso eu quero pra mim sim. Poxa, eu nem sei o que deve passar na sua cabeça, após 9 (!!!!!!!) anos de namoro! Mas se você está se sentindo dessa forma, se sentindo desgastada, é a melhor coisa. Você é uma pessoa maravilhosa, iluminada e merece tudo de bom. Tenho certeza de que tomará a melhor decisão!

      Beijos!

      Excluir
  5. Olá,
    Sei lá se acredito em alma gêmea, costumava acreditar, até quebrar a cara. Acredito em pessoas que dão certo juntas, ponto. Acho que você ainda não achou a pessoa, mas nunca é tarde para encontrá-la.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não achei a pessoa mesmo, infelizmente. No entanto, como citei, não me importo de esperar, porque quero encontrar alguém que acrescente na minha vida. Alma gêmea nada mais é do que a pessoa que você ama, a pessoa que você quer por perto, que você quer compartilhar segredos, angústias, felicidade e tudo mais da sua vida. Então teoricamente eu acredito em alma gêmea sim, mas não no sentido místico da palavra. Beijos!

      Excluir
  6. Oie! Tudo bem?!

    O primeiro parágrafo me define MUITO! Eu namoro há quatro anos, mas não acredito em almas gêmeos. Acredito em duas pessoas dispostas a fazer dar certo. :) ótimo texto!

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse texto certamente não é sobre almas gêmeas, é só uma analogia. Também acredito em duas pessoas dispostas a fazer dar certo, no entanto, não é o suficiente. Acredito que pra dar certo, vai além de querer. Obrigada. :)

      Excluir
  7. Já fui igualzinha você! Tinha essa neura de me socializar com "pessoas desnecessárias" achando que elas não acrescentariam nada na minha vida... Com esse pensamento, fiquei boa parte do meu tempo sozinha :( A verdade é que fui crescendo, passando por diversas experiências e percebendo que, na real, todas as pessoas são interessantes! Obvio que sempre tem AQUELAS pessoas que são pura sintonia, mas toda conversa, todo o aprendizado é um degrau. Pense mais em você, faça coisas que te agrade, saia com os amigos, o cara certo vai aparecer quando você não estiver pensando sobre "o cara certo" rs, se é que me entende... E decepções, tanto amorosas, quando crises existenciais e afins, isso acontece... E vai acontecer até o fim da nossa vida, mas precisamos aprender e superar com isso, não deixe que esses momentos ruins abalem a sua autoestima! Veja o lado bom das coisas, se aceite, se ame, e seja felizzzzzzzzzzz! =) Beijos de luz
    http://laemjupiter.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, eu discordo sobre todas as pessoas serem interessantes. Tudo bem que elas podem ser no círculos delas, mas pra mim não são, então...... não são? eu não gosto de gente demais por perto, me sinto sufocada e não será a ''idade adulta'' que mudará isso. Já sou adulta, já tenho que lidar com as pessoas todos os dias e isso só comprova mais ainda a minha necessidade de ficar sozinha. Não seis e leu o texto, mas justamento eu penso demais em mim e é por isso que sou assim. Não adianta eu querer sair mais com meus amigos (já saio com eles), não adianta eu investir em pessoas que não possuem nada em comum comigo, simplesmente pra preencher certos vazios que minha vida tem. Como disse, gosto de pessoas inteiras, que me acrescentam. Obviamente, que todas que passam por minha vida, deixam um tico de coisa, seja boa ou ruim, mas às vezes elas simplesmente não deixam, são alheias. Eu vejo o lado bom das coisas, eu me aceito, me amo (deixei bem explícito isso), amo a minha companhia e sei me curtir. Esse texto nada mais é do que minha reflexão sobre as pessoas, relacionamentos e o mundo que eu pertenço. Obrigada pelo seu comentário Juliana! também desejo que você seja muito feliz! beijos!

      Excluir
  8. Olá, amo cronicas, achei essa parte no seu blog e já estou amando! Me identifiquei com tudo o que você escreveu (também sou paranaense, curitibana mais especificamente)
    Encontrei seu blog em um grupo e já estou amando ♥ vou seguir pra acompanhar sempre
    Sucesso ♥

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir