Geekerela, de Ashley Poston


Geekerela foi a minha primeira leitura do ano e já virou um favorito. Um reconto da minha princesa preferida, a Cinderela.

Danielle, Elle como é chamada por todos, é uma fã do seriado Starfield. Ela mora com sua madrasta Catherine e as gêmeas Chloe e Calliope. Como no conto de fadas, Elle também é muita maltratada por elas, Elle sempre tem que fazer tudo, limpar a casa, preparar o café da manhã, fazer com que o cachorro do vizinho pare de latir e outras coisas mais. Elle trabalha em um food truck que vende comidas veganas, A abóbora mágica, e Sage/Hera a garota de cabelo verde trabalha com ela.

O famoso seriado Starfield vai ganhar um remake hollywoodiano e Elle está muito ansiosa, pois não quer que a sua série seja "destruída" por pessoas que se quer conhecem a história. Durante o programa Bom dia, América, além de ter o anúncio dos atores que interpretarão os personagens principais, como o príncipe Carmindor, é anunciado que na ExcelsiCon (referência a Comic Con) haverá um concurso de cosplay, e o ganhador terá direito a um encontro com o Darien Freeman, no baile de máscaras da convenção.

O ator, Darien Freeman, que tem até um seguro para o seu abdome, não quer nada de fama e garotas loucas gritando pelo seu nome. Ele só quer ser um garoto normal. Darrien também é muito fã de Starfield e fica chateado quando descobre que além de ter um encontro com alguém que vai ganhar o concurso, terá que fazer uma sessão de autógrafos durante a convenção. Assim ele não vai ter chance de aproveitar a ExcelsiCon.

Elle, decide participar do concurso, ela quer dizer umas boas verdades ao Darien, já que ela não gosta nem um pouco dele, e que ele vai arruinar o seu personagem no filme. Até lá, acontecerão muitas coisas, com altas doses de referências geeks e muita diversão.

Esse é o primeiro livro da autora, ela já escrevia fanfics antes, mas essa foi sua primeira publicação. Posso dizer que amei a escrita dela e a forma como ela recontou a história da Cinderela. Narrado em primeira pessoa, os capítulos são alternados entre Elle e Darien, o que ficou muito dinâmico, pois conhecemos o príncipe desde o início e temos uma visão do que ele faz. Outro ponto a destacar é que o príncipe não é nada perfeito, a autora nos mostra a vida dele sendo invadida pelos paparazzis e o amor que ele não tem do pai, já que o pai dele parece que só o vê como uma máquina de ganhar dinheiro. Ainda bem que ele tem ao lado dele uma pessoa que o entende, que é a Gail, ela é como uma assistente e está sempre apoiando-o.

A autora não deixou nenhum detalhe da história original de fora e é muito legal ver como ela transformou isso, como por exemplo que a carruagem de abóbora virou um food truck. E ela ainda conseguiu incluir com um toque de leve a diversidade. Algo que quero ressaltar, li o livro intercalando entre a edição em inglês e português, é que não entendi o porque de na edição brasileira terem mudado o nome da amiga da Elle, que vai ser a fada madrinha, na edição original o nome dela é Sage e na brasileira é Hera, não vi necessidade.

Enfim, recomendo esse livro se você gosta de romance e livros adolescentes, diversão e coisas geeks.

Nunca desista dos seus sonhos, e nunca deixe que digam que seu amor é inconsequente, inútil ou uma perda de tempo. - Trecho dos agradecimentos da autora.

14 comentários

  1. Eu vi todo mundo comentando sobre esse livro na internet, fiquei interessada, mas não sabia um pingo do que se tratava. Ainda bem que deparei com sua resenha aqui, rs, porque, sinceramente, acho que não vou gostar muito desse livro. Sim sim, preconceito literário, sim sim, é feio. Mas acontece que eu tenho um livro "parecido" com esse em casa e eu simplesmente o odeio! Os personagens são bobos e a história mais boba ainda. Haha. Tá, pode brigar comigo, eu aceito, mas fiquei muito desanimada agora e muito pouco tentada a querer lê-lo. Vou fazer o seguinte: procurarei mais resenhas na internet para ver se o interesse surge, ok? Mas, sério, tô meio decepcionada, rs.

    Beijos,
    www.livroapaixonado.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Annie!

    Tudo bem? Então, tenho visto muita gente falando desse livro super bem e mesmo assim não me chama atenção. Assim, eu realmente não e vejo lendo o livro entende?

    Achei interessante a autora mostrar a personagem como fã da série preocupada com o fato de que Hollywood estrague algo que adora, isso gera uma identificação do leitor quase que imediata porque afinal nós todos somos fãs e entendemos esse sentimento (seja em relação a remakes ou adaptações). Ela também cria o Darien para, aparentemente, ser o esteriótipo de futilidade hollywoodiana, quando na verdade ele é bem mais que isso e então pode fazer o leitor repensar o quanto não conhecemos os famosos que acompanhamos.

    Apesar de parecer essa história leve e divertida que eu leria muito rapidamente, como disse, não é um livro que desperte a minha atenção. Que bom que o sua primeira leitura do ano tenha se revelado algo bom e que adorou a escrita da autora!

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Oie amore,

    Desde a primeira vez que vi a capa dessa belezura já me encantei.
    Lendo sua resenha fiquei ainda mais curiosa por aqui!
    Príncipe nada perfeito... adorooo rsrsrs!

    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  4. Acho esse livro tão criativo! Essa capa é linda demais, e saber que a autora recontou um clássico com tanta perfeição só me deixa com mais vontade de ler, me parece o tipo de leitura que eu ia amar. Adoro suas dicas e to só aguardando uma promoção!

    ResponderExcluir
  5. Olha, também não entendi o porque mudarem a questão do nome porque isto não influencia em absolutamente nada. Pena que ainda não consigo ler livros em inglês mas de certa forma é bom porque acaba prejudicando se ler traduções ruins. Mas eu quero ler este livro porque só li coisas boas.

    ResponderExcluir
  6. Heiii, tudo bem?
    Li mtooo rapido Geekerela!
    Amei demais tudo e por ele ser uma releitura do conto de fadas, me deixou ainda mais feliz.
    A autora arumou um jeito de colocar ate a abobora haha.
    A capa é uma das mais lindas que eu tenho, e vou reler com certeza.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Olá Amanda, tudo bem?

    Eu acho que janeiro foi o mês que os blogueiros resolveram usar para ler Geekrela, hahaha. Essa é a terceira ou quarta resenha que leio, e infelizmente sempre tenho um comentário negativo sobre ela... O fato de ser uma releitura de um grande conto da Disney. Eu sempre vejo coisas ligadas à Bela e a Fera, Cinderela... Mas cadê A Branca de Neve? É muito bullying, porque esse é justamente o único conto deles que eu gosto, hahaha.

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Estou muito animada para realizar essa leitura. Acho que essa releitura com um casal mais moderno do mundo Geek deve ser uma ótima história e bem fluida.
    Sua resenha está muito convidativa.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Geekerela foi uma das minhas melhores leituras de 2017, simplesmente adorei! Cada detalhe bem pensado e nenhuma ponta solta! Que bom que vc também gostou!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Eu amo contos de fadas e adoro quando têm esses recontos. A Elle é muito gente como a gente em relação as séries dela, pelo visto. Parece ser um livro bem divertido de se ler. Adorei a indicação.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a Geekerela, achei bem legal a premissa, essa coisa conto de fadas com mundo Geek, anotada a dica aqui, e resenha bem gostosa!
    Beijos
    Overdose Literária
    https://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi, Amanda

    Quem nunca ficou com raiva em ver uma escalação ruim para algo que a gente gosta muito que atire a primeira pedra! Hahahahah
    Eu adoro releituras, acho muito legal quando os autores pegam uma história muito conhecida e transformam em algo novo. Mas esse livro em questão eu não leria por conta da sua pegada mais juvenil. Eu não me identifico mais, sabe? A mesma coisa acontece com animações... eu tenho 4 sobrinhos e 3 deles ainda estão na fase dos desenhos e filmes de animação, então quando eles querem ver algum e pedem para eu ficar junto ou eu durmo ou eu fico com tédio! Hahahahaha
    Eu até leio livros com personagens de 16/17 anos, mas apenas quando o livro tem algum mistério ou drama bem fortes.
    No mais, adorei a sua resenha e acho essa capa uma fofura!

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Anelise, como está?
    Primeiro, adoro a premissa desse livro e a capa dele é muito linda! Combina total com a proposta.
    Ainda, já li outras críticas sobre esse livro e desde sempre quero realizar essa leitura porque amo tanto coisas geek quando releituras de contos de fadas.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá ♥
    Já tinha visto a capa desse livro, mas nunca parei para saber de fato do que o enredo se tratava. Achei muito bacana ser meio que uma releitura de Cinderela, eu amo!Saber que a história é bem original já me agradou. Amo narrativas com ponto de vista intercalado,saber o que os dois personagens acham da mesma situação ♥
    Amei a resenha ♥

    ResponderExcluir