Atômica: a cidade mais fria, de Antony Johnston

Atômica, a cidade mais fria, foi criada por Antony Johnston e ilustrada pelo Sam Hart. Foi publicada no Brasil pela DarkSide Books no ano de 2017, mesmo ano em que o filme, estrelado e protagonizado pela atriz Charlize Theron, estreou e, foi por causa do filme e dessa premissa maravilhosa, que eu resolvi ler a história e não me arrependi em nenhum momento por ter feito essa escolha.  

Berlim, outubro de 1989. O muro que dividiu a Alemanha está prestes a cair, feito uma peça de dominó que acabará derrubando também a União Soviética e a impenetrável Cortina de Ferro. A Guerra Fria parece chegar ao fim, mas o assassinato de um agente secreto inglês do MI6 com informações inestimáveis, uma lista que contém os nomes de todos os espiões que atuam em Berlim, deixa claro que os dois lados ainda têm muito o que esconder, como até hoje. Mas, junto ao corpo, não se encontra lista alguma. É nesse momento sombrio que entra em cena Lorraine Broughton, a veterana espiã calculista e fria que vai resolver a situação.

Atômica foi uma história em quadrinhos que eu gostei muito de ler, já adianto para vocês. Eu nunca tinha lido nada do gênero nesse formato, portanto, o tom investigativo e secreto da história me deixou muito afeiçoada com os traços das ilustrações de Sam Hart. Fiquei surpresa na maior parte do tempo com a obra, mesmo eu tendo assistido ao filme antes de lê-la.

Uma das coisas que eu mais gostei da edição e da história, é que alguns diálogos foram mantidos em alemão, gerando uma imersão maior ainda na história (mesmo que eu tenha que ter ido ao google tradutor para entender o que os personagens conversaram nesse idioma).  Mas de maneira alguma, a troca de idioma me deixou com preguiça ou deu uma lentidão na obra, porque a li tão rápido quanto os golpes de Lorraine.

É legal ressaltar dois pontos que me deixaram muito contentes lendo. O primeiro deles, é que a ambientação e o contexto que se passa a história são ótimos para o clima investigativo e de espionagem. A Guerra Fria é um cenário muito interessante para tudo o que acontece dentro dessa história. Além disso, trazer a máfia russa para a trama, deixou tudo muito mais denso e agregou a história. O segundo, é que as ilustrações casam muito bem com o tom frio da história e com a personalidade dos personagens. O olhar e jeito cínico e arrogante de Lorraine foram muito bem explorados nas ilustrações e eu realmente sentia tudo o que ela queria passar, apenas pela expressão desenhada em seu rosto.

"Relaxe, estou aqui há quase tanto tempo quanto David. Partilhamos tudo. Ficaremos de olhos e ouvidos bem abertos. Ninguém quer que essa lista caia em mãos soviéticas." p. 31

Algumas coisas foram mudadas no filme, obviamente, e acabou que o livro foi um complemento para mim em relação a história do filme. Eu acredito que Charlize Theron é a Lorraine perfeita e, nos quadrinhos, não vemos muito dela na ilustração da personagem, no entanto, percebemos bem as referências que ela tirou da Lorraine do livro e isso e muito legal, porque a personagem do livro é extremamente interessante e densa, profunda e coube bem em seu papel.

A história tem um final coerente e muito envolvente, eu precisava saber se havia todos aqueles plot twists do filme e fui surpreendida mais uma vez com a agilidade do Antony Johnston em criar os diálogos, principalmente com uma boa dose de ironia e sarcasmo, sem perder tempo com rodeios, visto que estamos falando de uma história em quadrinhos.

Em suma, Atômica: a cidade mais fria é uma história em quadrinhos ótima para ser lida. Não só para aqueles que gostam do tom de espionagem, mas também àqueles que gostam de histórias envolventes. Se você já viu o filme, a história será um complemento e, se não viu, será uma grande surpresa.


19 comentários

  1. Ultimamente estou querendo ler mais HQs e acho que Atômica pode ser uma boa forma de começar a voltar a me aventurar nesse universo literário. Adorei sua resenha e tô apaixonada pelas fotos, de verdade <3

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu vi esse lançamento da DarkSide no ano passado, mas não tinha parado para ler nada sobre. Eu não tinha ideia que se tratava de uma HQ, achei isso incrível, porque eu amo histórias em quadrinhos!! Eu não gosto muito de livros que retratam períodos de guerra, mas esse me chamou atenção, porque vejo que é muito além disso. Dica anotada!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia essa obra, mas me interessei. Gosto de história em quadrinhos, mas já faz algum tempo que tinha me deparado com uma que me chamasse a atenção. O enredo em si e todos os detalhes que você contou me fizeram despertar a curiosidade para ir atrás da obra para conferir por mim mesma. Anotei a dica aqui!

    @segredosdetinta

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem Anelise?

    Nesse ano que passou eu comecei a ler mais hqs, muito por causa da Avec Editora e estou curtindo muito essas leituras. Atômica eu quero ler e espero conseguir fazer isso em breve. Parabéns pela resenha, ficou muito boa. Dica anotada!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá!!
    Não conhecia esse livro e acredite nunca tinha visto o filme...apesar de não gostar muito desse gênero é que em hq ficou mais interessante a leitura,enquanto vc vai lendo vai vendo as cenas como a gente imagina no decorrer da leitura!!
    Mais uma dica anotada e a diagramação linda como sempre da Darkside!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2018/01/resenha-maldicao-de-hollow-2-sina-dos.html#comment-form

    ResponderExcluir
  6. Eu não conhecia essa publicação da Dark e, claro, adoraria ler também. Fiquei curioso para ver minha reação aos diálogos mantidos em alemão para ver a forma como se inserem no enredo. Geralmente situações assim em filmes me incomodam demais. Ótima resenha.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  7. Amei a capa, mas vendo a editora sei que isso é normal rsrs. No mais eu preciso ler algum livro no estilo, nunca li nada em HQ que não fosse de super-herói ou Turma da Monica. Uma pena ter tido a troca de idioma sem uma notinha de rodapé, isso ajudaria muito. Como curto esse lance de espionagem, policial e afins, acredito que seria uma boa leitura. Ótima dica.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiii,

    Eu quero muito assistir ao filme e fiquei bem curiosa para conhecer o livro, mas HQ’s não me atraem muito e o fato de ter partes em alemão me deixou com preguiça só de me imaginar tendo que ir no Google descobrir o que os personagens estão falando. A edição da DarkSide tá maravilhosa!

    Beijinhos...
    http://www.parsisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Eu tenho mini infartos com essas suas fotos Anne, são maravilhosas demais! Parabéns. Essas edições da Darkside são um elogio a parte também. Eu não sabia que essa obra era de quadrinhos e gostei de acompanhar os traços dela, são lindos! Saber que fala sobre a mafia russia também me deixou animada, é um eixo que me desperta a curiosidade.

    ResponderExcluir
  10. Essas edições da Darkside são maravilhosas, confesso que estou apaixonada por suas fotos, meus parabéns. Gosto de livros nessa tematica de quadrinhos, são otimas para leituras rápidas do dia a dia. Adorei a resenha e ressaltando as fotos também.

    Beijos

    https://bibliotecadesajeitada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Aiii, eu achava que o filme era outra coisa bem diferente, que era futurista. Não sabia que era do passado e que ela era espiã, para ver como a fotografia faz a diferença né? Agora já vejo com outros olhos porque adoro este período da história e também curto um suspense.

    ResponderExcluir
  12. Oi Anelise!
    Eu ainda não li o livro nem assisti o filme, mas também não fiquei muito interessada na história. Não sou das maiores fãs de enredo sobre espiões. Por isso, irei passar a dica!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oiii tudo bem???

    Tenho essa linda edição em casa. Não gostei de saber que alguns diálogos ainda são em alemão, juro que deu preguiça de ler.
    Quanto ao filme, não assisti ainda, mas creio que tiveram que deixar mais agitado, para segurar o expectador.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  14. Primeiro amei a capa..
    Desconhecia o livro e confesso que fiquei bem interessada em lê-lo, não leio quadrinhos mas esse chamou a atenção.
    E desconhecia o filme, já vou procurar.
    Valeu pela dica.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oi! Nossa, eu nunca ia imaginar que era uma graphic novel olhando apenas a capa. E muito menos que havia um filme também haha
    Enfim, a edição está linda, e como sou fã de HQs e histórias que envolvem de alguma forma partes da História adoraria tê-la em mãos.
    Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Primeiramente, que foto linda! Ainda não tinha ouvido falar deste livro, mas acredito que deva ser porque não tenho o hábito de acompanhar os lançamentos da DarkSide. Pode ser que eu venha a assistir filme, quem sabe. Mas enfim, acho que por eles terem mantido alguns diálogos em alemão, eles também poderiam ter colocado a tradução em alguma parte para poder facilitar ao invés de ter que ir no tradutor :/ Enfim, no momento deixarei a dica passar, mas a resenha está ótima 💙

    Um beijo

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bom?
    Adorei a resenha! Não sabia que o filme originava de uma história em quadrinhos, e AMO quadrinhos! Essa edição é lindíssima, amo histórias de investigação e ação. Quero conferir a leitura!!

    ResponderExcluir
  18. Ia morrer sem saber que se tratava de um quadrinho, assim como o fato de haver uma adaptação com a Charlize. Não curto o gênero, por isso não leria, mas não duvido que seja uma história bem enriquecedora.
    O fato de haver trechos em alemão me incomodaria, foi uma das coisas que mais me aborreceram em Assassinato no Expresso do Oriente... acho que esse artifício é bem irritante.
    Talvez eu assista ao filme só para ter um vislumbre, pq ler realmente não vai rolar.


    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  19. Oie
    Amo hq´s e tbm amo narrativas com tom investigando como vc descreveu, porém nunca li uma hq com essas características, até porque não conhecia nenhuma. Agora que conheço pretendo ler em breve. Amei a resenha.
    BJos, Bya! 💋

    ResponderExcluir