| RESENHA #179 | CORTE DE NÉVOA E FÚRIA, SARAH J. MAAS (CORTE DE ESPINHOS E ROSAS #2)

ISBN-10: 8501076600
Título: Corte de névoa e fúria #2
Autora: Sarah J. Maas
Ano: 2016
Páginas: 658
Idioma: português
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia, ficção
Compre o livro em: Amazon Brasil
Sinopse: O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Classificação: 5/5 - Favoritado.

Com 22 anos de idade, já li mais de 300 livros e ainda assim consigo me surpreender com as leituras novas que realizo. Em 2015, li Corte de Espinhos e Rosas da autora Sarah J. Maas, o envolvimento com a história foi intenso, a ponto de eu ter tido uma ressaca literária, pois nada do que eu tentava ler, chegava aos pés daquele livro. Passado um ano, a Galera Record lançou o segundo volume, Corte de névoa e fúria, com o dobro de páginas. Demorei alguns meses para adquirir o exemplar, porque precisava estar em uma “vibe” muito boa para ler, já que era uma história que eu amava muito. Quando o tive em mãos, o devorei em poucos dias e agora estou órfã, implorando para que seja lançado logo o terceiro volume e eu possa tê-los em minhas mãos. 

Em corte de névoa e fúria, temos a continuação da história de Feyre. Após os acontecimentos sob a Montanha, nossa protagonista está desajustada ao seu corpo féerico e aos seus poderes  que ainda estão sendo descobertos e controlados. A relação de Feyre e Tamlin está se desgastando, visto que o Grão-senhor está mantendo-a presa, a fim de protegê-la de qualquer mal que pode vir a ocorrer. Sem poder se sentir livre, Feyre acaba ficando depressiva e sentindo a escuridão cada vez mais intensa dentro de si mesma. Enquanto seu amado não a entende, Feyre tenta a todo custo melhorar e voltar a ser quem ela era antes de tudo, mas isso fica cada vez mais distante à medida que a data do casamento chega a pressão de Tamlin aumenta.. 

Rhysand não a buscou para cumprir o trato, três meses se passaram e o grão senhor da Corte Noturna não deu as caras. No entanto, no casamento de Feyre e Tamlin, Rhys aparece para reivindicar o trato feito. Feyre foi levada nos braços de Rhys para cumprir a primeira semana. E mesmo voltando para a Corte primaveril, Feyre ainda se sentia sozinha, desajustada, triste e oprimida. E é claro que isso não resultaria em coisas boas, e foi assim que Feyre Surtou e a ligação que ela tem com Rhys a salvou de destruir e matar pessoas. Rhys a levou dali e Feyre iniciou uma nova jornada rumo à liberdade e ao amor verdadeiro. 

De plano de fundo, temos uma guerra a ponto de estourar. O Rei Hybern vem recrutando com o intuito de conquistar todo o território féerico e humano. Rhysand e seu grupo estão em busca de informações sobre essa guerra e Feyre será uma grande peça para que tudo ocorra perfeitamente para impedir de tragédias acontecerem. No meio disso tudo, Rhys e Feyre estão cada vez mais próximos, não só pela conexão que ambos possuem, mas também por perceberem que talvez sejam feitos um para o outro. 

O mundo fantástico que a Sarah J. Maas criou é simplesmente genial. Enquanto o primeiro livro foi muito bom, esse aqui foi excelente. Toda a construção da história e o seu desenvolvimento me levou a um estado de êxtase, no ápice da leitura, senti que meu coração iria explodir de tão bom que estava acompanhar a jornada e a trajetória dos personagens. A autora conseguiu alinhar todos os acontecimentos do livro anterior com a evolução da protagonista, ou seja, todas suas ações nesse segundo volume são justificáveis e coerentes.

O que mais me surpreendeu nessa história, foi Tamlin. Eu não esperava que tanta coisa ia acontecer com um personagem que eu amei no primeiro livro. Neste segundo volume, acabamos descobrindo mais sobre o tipo de relacionamento que ele cultiva com a Feyre, o relacionamento abusivo. A forma como a autora tratou o assunto, me deixou bem satisfeita.

Uma trama cheia de reviravoltas, amores, planos, aventura, tudo na medida certa. Todos os novos personagens foram apresentados de maneira intrigante, mas muito "organizada", no sentido de que o desenvolvimento e apresentação de cada um não foram confusos e e sim muito bem feitos. Feyre evoluiu muito desde o primeiro livro e isso contribuiu muito para que esse livro fosse mais especial ainda.

Em suma, Corte de Névoa e Fúria foi um leitura incrível de se realizar. Personagens, narrativa, enredo, tudo muito bem feito, que me deixaram de queixo caído em varias vezes. Se você não conhece essa série, por favor, você precisa conhecer. 

Nenhum comentário