| RESENHA #177 | O MEDO DE VIRGÍLIA, ROSA MATTOS

sexta-feira, março 31, 2017
ISBN-10: 8566701267
Título: O medo de Virgília
Autora: Rosa Mattos
Ano: 2016
Páginas: 204
Idioma: português
Editora: Selo Jovem
Livro cedido em parceria com a editora.
Sinopse: Cercada por pessoas desajustadas (psicopatas, neuróticas, depressivas, insanas, obsessivas, fóbicas e inescrupulosas), Virgília luta para manter sua sanidade mental. Dividida entre cuidar da própria vida e ajudar seus familiares que precisam dela financeiramente, muda-se de Cristal (pequena cidade gaúcha) e vai morar sozinha em Porto Alegre, num apartamento herdado pela mãe. Assim, poderá ficar mais perto de Marília, sua irmã mais nova, internada numa clínica depois de tentar matá-la, após sofrer um surto psicótico. Virgília começa a trabalhar como gerente de uma joalheria. Lá, ela conhece Alex, o entregador de joias e os dois se apaixonam. Em pouco tempo, serão envolvidos por um laço de amor que os manterá unidos, contra todas as adversidades. Além de ser um homem apaixonante, Alex possui um dom incomum, que o torna capaz de tirar vidas, ou salvá-las. E este seu dom, terá um papel importante para os rumos desta história. Uma trama onde o grande mistério é descobrir como Virgília conseguirá lidar com tantas situações difíceis que a cercam, sem enlouquecer. 
Classificação: 3/5 - Bom

Olá leitores, hoje eu trago a resenha do livro "O Medo de Virgilia" da autora nacional Rosa Mattos. Eu recebi o exemplar em parceria com a editora Selo Jovem e como achei a premissa muito interessante, realizei a leitura em poucos dias. Nessa resenha, falarei sobre os pontos positivos e negativos da história.

O romance "O Medo de Virgília" conta a história de Virgília, uma jovem que vive em meio a tantas pessoas desajustadas (e um pouco malucas) e luta para manter a sua sanidade mental e sua vida nos eixos. Nativa de Cristal, uma pequena cidade, Virgília se muda para Porto Alegre, para assim poder ficar mais perto de sua irmã mais nova que está internada em uma clínica após ter um surto psicótico. Virgília começou a trabalhar como gerente em uma relojoaria e lá ela acaba conhecendo e se apaixonando pelo entregador de jóias, Alex. Virgília acaba descobrindo que Alex possui um dom que o da o poder de tirar ou salvar vidas. A nossa protagonista terá que lidar com muitas situações difíceis e lutar mais ainda para não enlouquecer.

A premissa da história me chamou a atenção. O clima meio sombrio e o romance me instigaram a ler, mas ao decorrer da leitura senti uma onda de decepção. Virgília me parecia uma protagonista que ia muito além da carcaça, ou seja, pela sinopse, eu sentia que ela era muito além do que aparentava, já que lidava com várias questões e pessoas. No entanto, senti que houve uma pouca exploração nesse lado dela e também no de seu parceiro, Alex.
“As portas de um mundo novo haviam sido abertas para Celina. Passou a chamar Bernado de Bê. Ele passou a chamá-la de Cel. Assim como num comercial de margarina light, a vida era bela o tempo todo e só existia o lado bom. O lado perfeito. E Bernardo, tornara-se o seu pão quentinho”.
Senti que as coisas foram muito rápidas e pouco aprofundadas. Não consegui me conectar com os personagens, principalmente porque eu sentia essa necessidade de um maior desenvolvimento de cada um, para assim, me envolver no romance, na trama e na vida deles. Por conta de ter muitos personagens e vários temas para tratar, a autora não conseguiu desenrolar um sem deixar faltar o outro e isso prejudicou o andamento da história.

Apesar disso, a escrita da autora é bem fluida e o livro pode ser lido de forma rápida. O final apesar de ter sido previsível e como eu imaginava no decorrer da trama, foi bom e eu gostei da coerência do fim da história. Enquanto alguns capítulos deram bastante ênfase em alguns personagens, como o Tio de Virgília, em outros, faltou informação, mas no conjunto final, não foi nada a ponto de prejudicar o entendimento da obra.

Em síntese, O Medo de Virgília é um bom livro, mas senti que faltou desenvolvimento. A família da protagonista é desestruturada, a protagonista luta para não enlouquecer e ainda temos seu par romântico que possui um dom que não foi tão explorado. No entanto, a história tem bastante potencial e, apesar de não ter me conectado, acredito que é um livro que vale a pena ser lido pela sua premissa. 

8 comentários:

  1. Fiquei meio dividida se gostei ou não da história... Passei por livros que prometiam tanto e pouco cumpriram, que estou meio hesitante em dar o veredito. É meio frustante não ser arrebatada pela história, mas mesmo assim sempre tiramos alguma lição, né?
    Gostei da sua visão do livro e talvez adicione ele na lista de leitura em breve...
    Bjs e até mais!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  2. Oie, tão decepcionante quando o livro não tem aquela desenvoltura que a gente espera né? Infelizmente até os autores nos decepcionam as vezes, mas vida que segue ahushusahasu
    Parabéns pela resenha e pelo blog ;*

    ResponderExcluir
  3. Oi, não sei se leria. Gosto de conectar com a historia e os personagens são essenciais para isso. Apesar de ter gostado da premissa, estou com um pé atras :/

    ResponderExcluir
  4. Achei a premissa bem original e forte, mas como você falou que a trama em si não é muito bem desenvolvida, fiquei com um pé atrás. A capa está lindíssima e acho que quero ler, mas vou procurar mais opiniões.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola
    Eu já li essa livro, mas em outra capa, e gostei dessa nova. Gostei muito da sua resenha e concordo sobre a falta de desenvolvimento, apesar de a premissa ser bem interessante, sem dúvida. A escrita da autora é mesmo fluída, porém previsível e realmente as coisas acontecem de forma rápida demais, eu acho.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Não conhecia esse livro ainda, mas confesso que não me chamou muito a atenção porque e também preciso desse desenvolvimento maior dos personagens para me conectar a história. Então deixo essa dica de lado, mas gostei muito de poder conferir a sua resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Que pena que o desenvolvimento deixou a desejar, pois no começo da resenha as coisas pareciam promissoras. Eu curti a proposta, mas se tem algo que me aborrece é quando as histórias ficam a superfície, sabe?
    Então acho que não leria... não sei... eu meio que fiquei meio indiferente agora. Pelo menos houve a fluidez da história, né?

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. A sinopse tinha chamado minha atenção, mas sua resenha pontou algumas coisas que me fariam desistir da leitura. É uma pena que não houve desenvolvimento da história.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.