| RESENHA #170 | A LISTA NEGRA, JENNIFER BROWN

sexta-feira, março 17, 2017
ISBN-10: 8565383113 
Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Ano: 2012
Páginas: 272
Idioma: Português
Editora: Gutenberg
Gênero: Drama, Romance
Nota: 5/5
Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão. 

É com um pesar gigantesco no peito que venho escrever esta resenha. A Lista Negra, sem dúvidas, está na lista de melhores livros que abordam o bullying. A autora conseguiu desenvolver com maestria, de forma abrangente, mas com a delicadeza necessária para tratar-se da temática. 

Valerie é uma jovem que está indo para o último ano do Ensino Médio. Até então, isso deveria ser motivo de alegria, porém as coisas não vão bem e sua única expectativa é conseguir sobreviver até o término das aulas que parecem não ter fim. 

Após o incidente na escola, em que seu namorado, Nick Levil, atirou e em várias pessoas, matando alguns e deixando outros feridos, Valerie passou a ser o centro das atenções. Muitos a culpavam, mesmo que a mesma tenha contribuído para que Nick finalmente parasse com os disparos - inclusive saindo ferida.

Nick e Valerie sempre foram alvos fáceis. Eles não se encaixam nos padrões impostos pelos grupinhos populares da escola e, quase sempre se isolam, frequentando os corredores e salas de aula, mas vivendo em seus próprios mundinhos. Ambos sofriam muito nas mãos dos "grandões" da escola, constantemente sendo motivo de piada e brincadeiras um tanto cruéis. 

Unidos pelo sentimento de revolta, o casal decide criar uma lista, a lista negra. Nela estariam presentes todas pessoas detestáveis segundo suas visões, aqueles que lhe causavam mal de alguma forma. Inicialmente, parecia apenas uma brincadeira, uma forma de ambos canalizarem a raiva e desprezo para a lista, porém o que Valerie não percebeu é que Nick tinha outras intenções: realizar uma verdadeira chacina com todos aqueles presentes na lista. 

Narrado em primeira pessoa por Valerie, conhecemos fatos tanto do seu passado quanto do seu presente. Eu, particularmente, consegui mergulhar de cabeça nessa história e sentir juntamente ao personagem todas as sensações sentidas pela mesma. Como a angústia e o desespero da jovem ao voltar para a escola após todos os acontecimentos. E também, o fato de sentir-se desamparada por sua família que durante o tempo inteiro manteve-se contra a jovem, como se ela tivesse uma parcela de culpa pelo ocorrido.

O grande diferencial do livro, é a forma como a autora aborda o bullying, com uma visão extremamente ampla, mostrando para nós leitores de forma nua e crua as consequências dessa prática extremamente cruel. Além disso, ela consegue retratar de maneira bastante assertiva o amadurecimento de Valerie. Que estava perdida, mas que aos poucos vai retomando as rédeas de sua vida, crescendo como pessoa. 

Num geral a história me agradou muito. Um turbilhão de emoções me invadiram durante e depois dessa leitura. Existem diversas questões a respeito do bullying praticado nas escolas que precisam ser debatidas e creio que a autora conseguiu passar grande parte delas para seus leitores. Enfim, recomendo essa leitura para quem deseja ler algo diferente em relação à temática e que, também, esteja aberto para as mil emoções que ela proporcionará. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.