ISBN-10: 8576865297
 Título: A Garota do Calendário #8: Agosto
 Autora: Audrey Carlan
 Ano: 2016
 Páginas: 160
 Idioma: português 
 Editora: Verus
 Gênero: Romance erótico
 Nota: 4/5
 Livro cedido em parceria com a editora. 
 Sinopse: O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Agosto virá com uma tarefa diferente para Mia: ir a Dallas fingir ser irmã do jovem magnata e caubói Max. Mia sabe que sua contratação tem a ver com os negócios de Max, mas nunca poderia imaginar o que está prestes a acontecer.

E estamos quase chegando ao fim da série A Garota do Calendário, você pode conferir as resenhas dos volumes anteriores clicando aqui. Em Agosto, Mia vai para o Dallas fingir ser irmã de um homem muito poderoso, Max Cunningham, presidente de uma empresa que mexe com Petróleo. Mas o que ela não sabe, é o real motivo por trás dessa contratação. Max e sua família carregam um segredo que envolve Mia e sua irmã Maddy. O que será que é?

Todos a minha volta que estão acompanhando a série, me diziam que esse é um dos melhores livros, se não o melhor. Todo o desenvolvimento, a reviravolta, todos os fatos são jogados na mesa. Além do mais, todos os personagens são extremamente cativantes e muito bem vindos a história, que parece já tomar um rumo definitivo. 

Neste volume, a relação de Mia e Wes passa para um estágio avançado. Algumas decisões começam a ser tomadas e foi se desenhando o futuro do casal. Também temos a Mia realmente deixando muito claro os motivos dela ainda ser acompanhante de luxo. Família é importante e significa muito que ela mesma pague as dividas do pai e a faculdade da irmã, seu maior motivo de orgulho.

Eu nunca tinha sido algo mais para alguém, mas, agora que era, entendia por que as pessoas faziam aquilo. Se comprometiam com quem amavam. Saber que eu era a escolhida de alguém, sua luz, o final feliz de um dia de merda, me dava a sensação de poder que não podia ser apagada. Estaria sempre lá, brilhando pelo amor dele e iluminando o meu caminho de volta para a casa. " Pág. 31 - Cáp. 2

Em agosto, Mia se vê em frente de uma revelação que mudará sua vida inteira. E isso foi uma das melhores coisas que a autora poderia ter colocado em meio a essa história. A Garota do Calendário não é mais sobre sexo (nunca foi), é sobre fazer tudo por sua família. E nesse livro descobrimos mais coisas sobre seu passado e sua mãe. 

É importante ressaltar, a melhora por parte da autora, na construção dos personagens e dos cenários. O enredo aqui é muito mais ágil e muito mais consistente que nos livros anteriores. Tudo se encaixa perfeitamente e é muito bem colocado. Mia é uma boa personagem e é HUMANA, conduz bem o que é ser uma pessoa, sabe errar e acertar, sabe dar importâncias as coisas que realmente valem a pena. 

O relacionamento do Wes e da Mia está sendo a coisa mais gostosa de acompanhar, mas não me sinto confortável com o futuro dos dois, pois tenho um pressentimento muito grande a respeito do que acontecerá com eles em um futuro próximo. 

Em suma, A Garota do Calendário: agosto, foi um livro que superou as minhas expectativas. Muito bem escrito e muito bem desenvolvido, em relação aos volumes anteriores. Se tem uma coisa que eu digo para quem está começando a série é: não desista. Coisas melhores virão! Tentei não me aprofundar na sinopse, para que todos tenham a mesma surpresa que eu tive e espero que gostem tanto quanto eu! 

Um Comentário

  1. Geeente, não li nenhum dessa série ainda. Talvez um dia eu consiga. hahaha Tenho vistos os mais variados comentários sobre essas histórias...

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir