#17 O príncipe dos Canalhas, Loretta Chase

quarta-feira, março 16, 2016
Título Original: Lord of Scoundrels
Autora: Loretta Chase
Tradução: Ivar Panazzolo Junior
Ano: 2015
Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance histórico, drama
Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho. Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
CLASSIFICAÇÃO: 3/5

Que eu virei a louca dos romances históricos, isso não é novidade. E é claro que eu comecei a ler O Príncipe dos Canalhas da autora Loretta Chase por causa disso. Uma premissa meio clichê e parecida com as de Julia Quinn, me aventurei por uma Paris, mas acabei batendo o dedinho na quina do sofá e acabei me decepcionando.

O Príncipe dos Canalhas conta a história de Sebastian Ballister, um marquês de Dain conhecido como Lorde Belzebu, um homem que nenhuma mulher respeitável da época poderia ser vista junto. Sebastian é um libertino e está acostumado a ter prostitutas em seu quarto, já que causa repulsa em mulheres ''consideradas normais'' pela sociedade daquela época. Tudo muda quando conhece Jessica Trent, uma mulher independente e dona de si que recém chegou a Paris para resgatar seu irmão Bertie das garras de Sebastian. Mas é claro que os sentimentos mudam quando ambos e encontram e uma viagem normal a Paris acabando revelando sentimentos íntimos e profundos em Jessica e surpreendendo Sebastian.

Neste livro, Loretta Chase não nos traz uma proposta totalmente inovadora e nem muito atrativa. Ela aposta no clichê (nem todo clichê é ruim) e nos mostra coisas nada originais no mundo dos romances de época. Eu gostei do livro, não se engane, mas fiquei decepcionada ao perceber que ele é totalmente genérico e nada, nada original. A escrita da autora é gostosa e a leitura flui bem, mas eu não consegui me entregar a história, porque a cada passo dos protagonistas em direção ao final da história, eu sentia que já tinha lido em outros tantos lugares.

"Ela pegou a mão dele. Os dois usavam luvas. Mesmo assim, ela sentiu a emoção do contato tão intensa quanto um choque elétrico. A sensação percorreu seu corpo e transformou seus joelhos em geleia. Olhando para cima, a expressão assustada nos olhos de Dain a fez questionar, enquanto o sorriso torto dele se desfazia, se ele sentira o mesmo" pág. 87 Capítulo VI

Dain é um bom protagonista e Jessica carrega tão bem a história quanto ele. Eu gosto de personagens femininas como ela, que são empoderadas para aquela época, que pensam além do que a sociedade manda. É legal perceber como ela lida com os sentimentos repentinos, com a paixão e a vida em um geral. 

Talvez eu tenha tido essa impressão, porque já li vários outros livros do gênero, antes de ler O Príncipe dos Canalhas. Gostei da forma como a Loretta guiou a narrativa, toda em terceira pessoa, dando enfoque para os protagonistas, mas não se esquecendo dos coadjuvantes, gostei dos personagens também, mas acabou que a história se perdeu para mim, se perdeu para o óbvio e acabou não me deixando muito feliz e satisfeita.

O príncipe dos canalhas é um bom livro para aqueles que adoram romances e podem ler vários e vários todos os dias. Mas se você, assim como eu, tem uma certa bagagem com romances de época e não gosta muito de ler as mesmas coisas o tempo todo, poderá se sentir preso no genérico e dai, vai de você e das suas experiências para com o livro. 





19 comentários:

  1. Olá linda,

    Poxa fiquei triste com as 3 estrelinhas(Cara triste rs).

    Eu tenho minha autora preferida nesse gênero que é Jane Austen, então dificilmente vou me agradar de primeira com as outras autoras.
    O livro que mais gostei da Loretta que é hilário e divertido é O Último dos Canalhas que tem personagens bem mais malucos e construídos e um enredo bem cativante e elaborado e prefiro a Lygia do que a Jéssica, mas amo Lorde Belzebu <3

    Beijos e recomendo Julia Quinn :3

    http://poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie!!!
    Sou incrivelmente apaixonada por romances de época a anos, quando li O príncipe dos canalhas me lembro de ter gostado muito da história.
    Uma pena ela não ter te agradado tanto, mas os livros do gênero são bem complicado as vezes. Porque em quase sua maioria eles são realmente muito clichês, de toda forma sempre enxerguei esse fato como a grande graça deles. Mas enfim tenta ler o próximo da série, ele é muito bom também. Aliás se você está procurando uma romance de época mais diferente, leia o Proposta Inconveniente da Patricia Cabot (Meg Cabot)tenho certeza de que irá gostar ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Anelise
    Eu também sou a louca dos romances históricos e desde ano passado ou retrasado, se tornou um dos gêneros favoritos. Já li esse livro e me agradei bastante pelo estilo da autora. Que pena que você não teve uma experiência tão boa com ela, mas ainda assim deve ser recomendada por ser divertida e irreverente também.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Eu também adoro quando as histórias trazem personagens femininas fortes e determinadas, principalmente quando é romance de época, então gostei muito da Jessica. Também adorei o Sebastian, mas gostei bem mais do protagonista do segundo livro da série, "O último dos canalhas". Adorei esse livro, mas é uma pena que o mesmo não tenha acontecido com você, mas espero que você consiga ler o segundo, e que goste dele :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. oieee Tudo bom ??

    Loretta Chase escreveu um romance perfeito, que nos envolve de todas as formas, principalmente com os personagens. Em meio aos diálogos engraçados e a explosão de sentimentos, me vi envolvida pelo drama pessoal de Sebastian, que deixou marcas nele, desde a infância. A forma como Jessica derruba suas barreiras, uma a uma, nos faz ansiar por cada capítulo da história, em uma ansiedade única pelo desenrolar dos acontecimentos.

    =)

    ResponderExcluir
  6. Oii!

    Esse foi meu primeiro contato com a escrita da autora e eu curti. Claro que todos os enredos que envolvam esse estilo, são bem parecidos, mas acredito que o importante é a forma como tudo é conduzido sabe?
    A escrita da autora foi um pouco complicada no inicio, mas depois fluiu que é uma beleza. A Jessica é ÓTIMA!!!! adorei conhecer e fiquei torcendo para que ela aparecer durante o segundo livro. Enfim, é uma série bem gostosa de ler, eu gostei bastante! Fico feliz que vc também!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Que pena que o livro não era tudo o que você esperava.
    Eu não sou muito fã de romances de época, então não arriscaria esse livro e li tantas resenhas que confesso nem ter vontade de ler ele.
    Mas a vida literária é assim mesmo. Alguns livros melhores, outros piores e vamos indo!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  8. Oi *--*

    Concordo com você, o livro é puro clichê, mas é como disse, nem todo clichê é ruim, eu particularmente adorei o livro justamente por isso. Eu li super rápido e adorei o Dain *--* Doida para ler o ultimo dos canalhas.

    Bjos
    rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Anelise,
    Também sou fã de romances de época e estou bem curiosa em relação ao livro, apesar de ter me decepcionado um pouco com o que você disse em sua resenha.
    Há um tempo, tentei ler o livro, mas nas primeiras páginas me vi cansada da leitura, relevei, pois estava em uma ressaca literária brava.
    Lendo sua resenha, sinto que devo abaixar um pouco as expectativas, pois o livro não é tudo isso.
    Gostei da sua sinceridade e pretendo ler para ter uma opinião.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da Loreta e com certeza não foi por falta de indicações e elogios. Apesar de adorar romances, li pouquíssimos históricos e acho que quero entrar de cabeça neste gênero por esta serie, mas na ordem, é claro, lendo desde o primeiro volume. Espero poder fazer isso em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu sou apaixonada por romances de época e estou louca para ler esse livro. É uma pena que o livro não tenha conseguido ganhar a sua atenção e você tê-lo achado sem grandes surpresas. Não conheço muito da história mas pelo que vejo na sinopse eu me interesso muito por ele e acho que gostaria bastante da leitura, mas isso, só lendo mesmo para poder saber.

    ResponderExcluir
  12. Concordo com o que você escreveu ue o clichê nem sempre é ruim, mas mesmo assim também acho que é legal trabalhar um pouco em cima da ideia clichê. Mudar um pouco, não precisa ser surpreendente, apenas não deixar essa sensação de "já li isso antes". No entanto, por você de dito que a leitura é gostosa me interessou, gosto de livros assim para meus momentos de ressaca literária.

    Beijos,
    Mariana Baptista
    umavidaporlivro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. To a bastante tempo querendo ler, mais sempre fico com um um pé atras, o enredo é ate interessante mais quero ler algo diferente como vc mesmo disse, que quando estava lendo lembrava de outros livros, não me importo muito com o clichê em si, mais com o rumo que o livro toma.

    ResponderExcluir
  14. OI Anne, eu sou apaixonada por romance de época e não tenho uma bagagem tão grande, então talvez não posso ter uma argumentação tão forte. Eu adorei este livro e o Último dos Canalhas também, que inclusive estes personagens voltam a aparecer, mas depende muito da leitura. Acho que você iria gostar também de Ligeiramente Escandalosos, que foi o que melhor amei de todos que já li!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  15. Oi Anelise,
    Eu também curto demais um romance de época e confesso que quando leio alguns percebo semelhança com outros enredos, mas isso é normal porque temos muitos por ai... assim acontece com os demais gêneros também, mas essa é apenas a minha opinião ok e respeito demais a sua... eu tenho muita vontade de ler esse livro... pois ele tem uma mera semelhança com o conto A Bela e a Fera e isso me atraiu imediatamente. É uma pena que não conseguiu se conectar com os personagens... Xero!

    ResponderExcluir
  16. Oi Anelise, acredita que eu nunca li nenhum romance histórico? eu sempre vejo muitas críticas positivas desse livro e isso me anima muito a ir atrás dele o quanto antes, por isso a sua resenha me deixou mais cativada ainda. Espero ter uma oportunidade de conferir ele um dia desses.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  17. Oi

    comecei a ler romance de época a pouquíssimo tempo e li só uns 2 ou 3. Mas eu não sei pq esse aí não me atrai e depois de ler tua resenha, atrai ainda menos!

    adorei a sinceridade da tua resenha

    parabéns!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  18. Oiiie,

    Sou apaixonada por romance de épocas, meu gênero preferido, e confesso que foi a primeira vez que li um resenha que não falando tão bem rs e adorei pela sua sinceridade. Mas confesso que estou louca para lê-lo e amei o enrendo, mesmo que seja meio igual, mas amo assim.

    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Eu tenho a nítida impressão de que todo o universo leu esse livro menos eu e vou continuar excluída desss mundo da Júlia pelo simples fato de que me sinto completamente entediada quando tento ler romances de época. Então nunca mais dei chance a nenhum livro.
    Fica para uma próxima dica.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.