Before Sunrise: Antes do Amanhecer

Jesse (Ethan Hawke), um jovem americano, e Celine (Julie Delpy), uma estudante francesa, se encontram casualmente no trem para Viena e logo começam a conversar. Ele a convence a desembarcar em Viena e gradativamente vão se envolvendo em uma paixão crescente. Mas existe uma verdade inevitável: no dia seguinte ela irá para Paris e ele voltará ao Estados Unidos. Com isso, resta aos dois apaixonados aproveitar o máximo o pouco tempo que lhes resta.

Dirigido por: Richard Linklater
Estréia mundial: 27 de janeiro de 1995

 ''I always feel this pressure of being a strong and independent icon of womanhood, and without making it look my whole life is revolving around some guy. But loving someone, and being loved means so much to me. We always make fun of it and stuff. But isn't everything we do in life a way to be loved a little more?'' Céline

Não sei se existe coisa mais deliciosa do que escolher um filme para assistir aleatoriamente e perceber que foi uma das melhores coisas que você poderia ter feito. Com Before Sunrise, que é o primeiro volume da trilogia de Richard Linklater (fazendo companhia para Before Sunset e Before Midnight, que infelizmente eu ainda não vi), foi amor a primeira vista. Lendo alguns comentários no filmow, acabei ficando curiosa para saber sobre o que se tratava. A capa foi um dos fatores para me chamar atenção também, mas o importante mesmo é que o filme conseguiu dar conta e me deixou chorando em posição fetal pela madrugada toda.

 Regado de diálogos maravilhosos e reflexivos, Before Sunrise vai construindo seu enredo de forma simples e tranquila. Os atores dão um show de espontaneidade, você por um momento acha que simplesmente filmaram um casal nas ruas e que eles não estavam atuando. A atriz que interpreta a Celina é a doçura pura. Tão angelical e ao mesmo tempo forte. Me identifiquei muito com ela, não se foi pelas ideias (com certeza foi pelas ideias) ou se foi pelo jeito que apresenta durante todos os minutos do filme. Já Ethan Hawke, o Jesse, da um show de charme. Como Celine mesmo diz em um momento do filme, ele é lindo e desajeitado, e isso com certeza deixou mulheres suspirando. Ao contrário de Celine, que era uma mulher estudada, falava inglês, alemão e francês, Jesse não era tão culto, ou pelo menos não apresentava ser, mas tinha umas ideias e um pensamento muito interessante e que ''ser culto'' não importa ali.


A intensidade passada por ambos é algo incrível e de deixar qualquer produção concorrente de boca aberta. Em um dia, eles conseguem sentir coisas que nunca sentiram por ninguém. Compartilharam experiências e pensamentos, histórias de vida tanto boas quanto as ruins. Suas visões sobre essa sociedade cada vez mais consumida pela tecnologia e pela ''falta de tempo'' - O tempo é abstrato -.  

A cada diálogo, a cada olhar, a cada beijo, a cada sorriso tímido apresentado, Before Sunrise me apresentou uma das melhores tramas que já pude assistir. Espero poder contemplar os outros dois volumes na mesma intensidade que contemplei esse. 

Identificação com sentimentos sempre são bons, sempre nos deixa alguma lição e com esse filme não foi diferente. Jovens, um sentimento único que os une, distância e uma época em que relacionamentos já estão desgastados. Before Sunrise é sobre a vida, o amor, os relacionamentos e os frutos das nossas escolhas.


''You know what drives me crazy? It's all these people talking about how great technology is, and how it saves all this time. But, what good is saved time, if nobody uses it? If it just turns into more busy work. You never hear somebody say, 'With the time I've saved by using my word processor, I'm gonna go to a Zen monastery and hang out'. I mean, you never hear that.''

Nenhum comentário